Repositório Digital

A- A A+

Movimento sagrado : um estudo do giro como forma de oração

.

Movimento sagrado : um estudo do giro como forma de oração

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Movimento sagrado : um estudo do giro como forma de oração
Autor Ferreira, Natália Ramos
Orientador Umann, Jair Felipe Bonatto
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Dança: Licenciatura.
Assunto Dança
[en] Prayer
[en] Sacred dance
[en] Whirling movement
Resumo Desde seus primórdios, a dança esteve ligada a celebrações ou rituais de comunhão com o sagrado. Uma vez que se estabeleceu a divisão entre corpo e espírito, atribuindo ao primeiro um valor inferior, a dança deixou de ser reconhecida, por grande parte da sociedade, como forma de integração do homem com as forças invisíveis. Por isso, o presente trabalho teve como objetivo o estudo de práticas ou tradições de dança que proporcionem ao indivíduo essa transcendência, autoconhecimento e conexão com o poder divino, focando, principalmente, no movimento do giro como forma de oração, através de três exemplos. Neste estudo, foram selecionados o giro sufi, criado pelo poeta e mestre Rumi, as danças circulares sagradas, cujo movimento adquiriu força e expansão através do trabalho de Bernhard Wosien, e as danças de cultos afro-brasileiros. O trabalho propôs-se, portanto, a refletir sobre o porquê da incidência de movimentos de giro nessas danças, quais as particularidades de cada manifestação e de que forma elas podem ser consideradas como oração. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa documental, abordando conceitos de oração e questões referentes à capacidade da dança de mexer com as emoções e levar o homem a um outro estado de presença. Por fim, foram analisados os três giros selecionados, observando os traços de cada um dentro de seu contexto e quais os elementos que fazem deles orações. Conclui-se que, mesmo em contextos bem diferentes, os propósitos do giro são muito semelhantes. Através destas reflexões, o trabalho pretende contribuir para a redescoberta da dança como potencial humano de transcendência.
Abstract Since its beginning, dance has been connected to celebrations or rituals of communion with the sacred. Once the division between body and spirit was established, giving to the first an inferior value, dance stopped being considered, by most part of society, as a way of integrating men and the invisible forces. Therefore, the present paper had as its objective the study of practices or dance traditions which allow the individual to reach transcendence, self knowledge and connection with the divine power, focusing, mainly, in the whirling movement as prayer. Three different examples were used: sufi whirling, created by the poet and spiritual master Rumi, circular sacred dances, developed by Bernhard Wosien, and dances from african-brazilian cults. The paper, then, reflected upon the reason why theses dances include the whirling movement, which are the particularities of each manifestation and how they can be considered prayers. A documental qualitative research was conducted to establish concepts of prayer and matters regarding dance’s capacity to influence the emotions and lead men to another state of presence. At last, the three examples were analyzed, emphasizing their traits inside each context and the elements that turn them into prayer. It was concluded that, even in very different situations, the purposes of the whirling movement are quite similar. Through these reflections, the paper intends to contribute to the rediscovery of dance as a human way of transcending.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/133094
Arquivos Descrição Formato
000984310.pdf (180.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.