Repositório Digital

A- A A+

Significados da música na escola : “Se eu não fizer esse trabalho, ninguém vai ficar sabendo”.

.

Significados da música na escola : “Se eu não fizer esse trabalho, ninguém vai ficar sabendo”.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Significados da música na escola : “Se eu não fizer esse trabalho, ninguém vai ficar sabendo”.
Autor Yefinczuk, Valery Natasha Korczik
Orientador Maffioletti, Leda de Albuquerque
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Formação de professores
Música
Resumo A literatura sobre Música na Escola tem mostrado que a formação musical recebida no curso de Pedagogia, no caso de haver uma disciplina específica para esse fim, é insuficiente para garantir o desenvolvimento da educação musical no contexto escolar (WERLE, 2009; DELLABRIDA, 2015; BELLOCHIO e FIGUEIREDO, 2009); que os professores de música nas escolas públicas é uma ausência significativa (PENNA, 2002). Ciente dos desafios enfrentados pelas professoras para criar um espaço para a Educação Musical, a presente pesquisa tem por objetivo refletir sobre as práticas musicais desenvolvidas pelas professoras unidocentes, procurando compreender o seu significado com base no contexto que lhe dá sentido. O estudo orienta-se pela questão: que significados as professoras unidocentes atribuem às práticas musicais que realizam com seus alunos? Participam desta pesquisa três professoras que atuam nos anos iniciais (2°, 4° e 5°) do Ensino Fundamental, em duas escolas da rede pública estadual da zona norte de Porto Alegre (RS), que valorizam a educação musical e desenvolvem atividades musicais com seus alunos. Foram importantes na realização deste trabalho os aportes teóricos de Nóvoa (2007), Tardif e Lessard (2012); Gaiza (1964), Swanwick (2003), Bellochio (2009), Figueiredo (2009). A pesquisa situa-se no campo dos estudos qualitativos (GODOY,1995), adotando a Pesquisa Narrativa como perspectiva teórica na condução dos caminhos investigativos (ABRAHÃO, 2009; BOLÍVAR, 2011). As informações que deram origem às reflexões da presente pesquisa foram obtidas por meio de entrevistas narrativas (JOVCHELOVITCH e BAUER, 2002). Os eixos das análises foram extraídos do próprio material e posteriormente discutidos e qualificados a partir do aporte teórico adotado no estudo. Os resultados mostram que o significado que as professoras atribuem às atividades musicais que realizam com seus alunos relaciona-se com os episódios de sua própria história musical. A presença da música na docência encontra sentido na história musical das professoras. As dificuldades em direcionar os objetivos especificamente para a educação musical, como sugerem os autores referendados neste trabalho, decorre não só da falta de formação por parte das professoras, mas também é afetado pelas exigências do currículo escolar e pela expectativa dos pais sobre o que eles compreendem como área de conhecimento relevante na formação de seus filhos. A dimensão sociocultural dos resultados encontrados permite compreender que a educação musical na escola não se dissocia da cultura escolar que dá sentido às atividades desenvolvidas na escola.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/133534
Arquivos Descrição Formato
000985153.pdf (255.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.