Repositório Digital

A- A A+

De aprendiz a coach : o aprendizado sobre o uso de anabolizantes entre estudantes de Educação Física

.

De aprendiz a coach : o aprendizado sobre o uso de anabolizantes entre estudantes de Educação Física

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título De aprendiz a coach : o aprendizado sobre o uso de anabolizantes entre estudantes de Educação Física
Outro título From apprentice to coach : the learning about the use of steroids by students of Physical Education
Autor Machado, Eduardo Pinto
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Anabolizantes
Estudantes
Musculação
[en] Anabolic steroids
[en] Bodybuilding
[en] Body enhancement
[en] Experts
[en] Politics of life
Resumo A utilização não-terapêutica de drogas anabolizantes está documentada na literatura médica como prejudicial à saúde e, na legislação brasileira, como infração penal ante à Lei das Drogas. Apesar dos alertas em diferentes recantos da mídia, cresce o uso destes medicamentos em meio à população brasileira. Entre os usuários, a maioria deles jovens praticantes de musculação, é possível perceber que muitos não apenas usam tais drogas com o propósito de obter ganho muscular, mas também desenvolvem conhecimentos cada vez mais sofisticados, e de várias ordens, sobre os diferentes efeitos dos anabolizantes no corpo humano visando seu melhor uso. Dada à relevância social deste tema e da relação direta com o campo da Educação Física, o presente relatório de pesquisa versa acerca do empreendimento de uma investigação strito sensu que buscou compreender o processo de aquisição, elaboração e compartilhamento dos conhecimentos acerca do uso de anabolizantes entre estudantes de graduação em Educação Física. O marco teórico que subsidiou este estudo contempla, principalmente, as discussões sobre as formulações de Nikolas Rose acerca das biopolíticas contemporâneas (políticas da própria vida), em articulação com os conceitos de enhancement corporal e expertise, além de também versar acerca da teoria da biossociabilidade de Paul Rabinow e da bioascese de Francisco Ortega. A parte mais densa do material empírico foi obtida a partir de entrevistas episódicas, entretanto, sites da Internet também serviram como fontes de informação complementar no processo de identificação sobre como ocorre a organização e sistematização do aprendizado em ambiente virtual. Os entrevistados descreveram o aprendizado sobre a utilização de medicamentos anabolizantes como algo considerado “proibido” frente aos elementos éticos e jurídicos e envolto em um clima de clandestinidade na formação inicial. A partir das entrevistas foi possível identificar que o aprendizado sobre a utilização dos medicamentos anabolizantes é uma temática que apenas tangencia o percurso curricular formal dos acadêmicos de um curso de Educação Física. Também foi possível identificar, a partir do material empírico, que além da dimensão formal de aprendizagem na Educação Física, estes estudantes encontram, fora da graduação, as seguintes dimensões de aprendizagem sobre o tema: as academias de musculação, os fóruns virtuais da Internet e os coaches, considerados os guias da construção corporal por meio do uso do anabolizante. Há também uma última dimensão de aprendizagem que consiste no momento em que os sujeitos têm sua expertise reconhecida pelos pares do grupo quando, então, tornam-se coaches, passando a aplicar os conhecimentos sobre as modificações corporais não apenas em si mesmos, mas também em outras pessoas.
Abstract The non-therapeutic use of anabolic drugs is documented in the medical literature as harmful to health and, in Brazilian legislation, as a criminal offense. In spite of warnings in different media spaces, there is an increased use of these drugs among the Brazilian population. Among the users, most of them young bodybuilders, we observed that many not only use these drugs in order to develop muscle hypertrophy, but also acquire increasingly sophisticated knowledge, from several orders, about the different effects of anabolic drugs on the human body aiming at a safer use. Taking into account the social importance of this theme and its direct relation with the Physical Education area, this study aimed to understand the process of acquisition, development and sharing of knowledge about the use of anabolic steroids among undergraduate students of Physical Education. The theoretical framework that supports this study includes mainly discussions on the formulation by Nikolas Rose about contemporary biopolitics of life, in conjunction with de concepts of body enhancement and expertise, and also discusses about the biosociality theory by Paul Rabinow and the bioasceticism by Francisco Ortega. The densest element of the empirical material was obtained from episodic interviews; however, websites also served as data sources in order to identify how learning is organized on the internet. Interview participants described learning about the use of anabolic drugs as something considered "forbidden" in face of ethical and legal elements, and surrounded by a clandestine environment in initial training. From the interviews, we could identify that learning about the use of anabolic steroids is an issue that only touches the formative trajectory of the undergraduate students of Physical Education. We also identified, from the empirical data, that, besides the formal dimension of learning in Physical Education, these students find, outside the undergraduate course, the following learning dimensions about the theme: gyms, virtual forums, and the coaches. The coaches are the last level of learning about the use of anabolic steroids. In this stage, the subjects have their expertise recognized by their peers.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/133749
Arquivos Descrição Formato
000974751.pdf (1.758Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.