Repositório Digital

A- A A+

Indústria e estruturação do espaço regional : agentes da estruturação espacial na aglomeração urbana do nordeste do Rio Grande do Sul

.

Indústria e estruturação do espaço regional : agentes da estruturação espacial na aglomeração urbana do nordeste do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Indústria e estruturação do espaço regional : agentes da estruturação espacial na aglomeração urbana do nordeste do Rio Grande do Sul
Autor Borba, Sheila Villanova
Orientador Liedke, Elida Rubini
Data 2003
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Economia regional
Espaço urbano
Identidade regional
Indústria
Rio Grande do Sul
Resumo O papel da indústria na determinação de características estruturais da organização espacial é um tema que tem sido amplamente tratado nas Ciências Sociais, e que recobrou importância, a partir dos anos 80, em função das mudanças tecnológicas e organizacionais na produção industrial, as quais vêm provocando transformações territoriais em diferentes escalas - regional, das redes urbanas e intra-urbanas. O estágio atual do debate teórico (caracterizado pela ausência de teorias gerais) e da pesquisa empírica sobre tais fenômenos, recomenda a multiplicação das análises de situações concretas que, através da identificação de semelhanças e diferenças, continuidade ou descontinuidade de tais processos, permitam a formulação de novas hipóteses interpretativas. Neste trabalho, a escolha recai sobre a Aglomeração Urbana do Nordeste do Rio Grande do Sul – AUNE/RS (integrada pelos municípios de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Garibaldi, Farroupilha, Flores da Cunha, São Marcos, Monte Belo do Sul, Santa Teresa e Nova Pádua), por tratar-se de região altamente urbanizada e industrializada, onde se observa, nas últimas duas décadas, um aumento da conurbação e da interdependência entre as áreas urbanas, tendentes a formar uma aglomeração. Trabalha-se com a hipótese de que essa nova forma de organização do espaço urbano-regional constitui-se em suporte indispensável às atividades da indústria, nas condições de produção e competição que estão postas pela economia globalizada. Na formação histórica da região encontram-se elementos que explicam suas características atuais: o potencial de desenvolvimento industrial teve por base o processo de colonização por imigrantes italianos (do final do século XIX até a segunda década do século XX), fase em que se dá a ocupação da área rural em um sistema de pequenas propriedades, surgem os primeiros núcleos urbanos (base da rede urbana regional) e são abertas as vias que originaram os principais eixos do sistema viário atual. Simultaneamente, criam-se as condições que irão propiciar o posterior desenvolvimento das atividades industriais, na região. Da década de 1930 aos anos 1970, o crescimento industrial é acompanhado pela expansão das áreas urbanas e Caxias do Sul afirma-se como principal centro regional. A partir dos anos 80, sob o influxo das transformações tecnológicas e organizacionais implementadas pelas empresas (em especial as do setor industrial), ocorrem mudanças na organização do espaço regional, com a consolidação do aglomerado urbano. A reconstituição histórica revela que o processo de estruturação do espaço regional é, também, uma questão de poder (econômico e político) de determinados agentes sociais, cuja influência na definição das características da organização espacial pode ser percebida através da atuação de suas organizações representativas. Constata-se uma ação constante das classes empresariais no sentido de construir um espaço urbano-regional adequado às suas atividades que, bem sucedida, vem reforçar a posição de predomínio (na produção/no mercado) e liderança (na ação política) desse segmento na sociedade regional. As características distintivas da AUNE e que fundamentam a identidade regional resultam, em grande medida, dessa atuação.
Abstract The industry’s role on the determination of structural characteristic’s of spatial arrangement is a subject which has been much debated on social sciences, and which recovered importance, since the eighties, on technological and structural changes consequence’s on the industrial production, which has been causing territorial alterations on different regional–scales, of urban and intra- urban networks. The theorical discussion nowadays, characterized by the abscense of current opinions, and empirical research about this occurrences, suggest the analysis of material situations to (through agreements and disagreements, continuity and discontinuity process) form new interpretative hypothesis. In this paper, the choice falls back into the urban agglomeration in the northeast of Rio Grande do Sul northeast (Aglomeração Urbana do Nordeste do Rio Grande do Sul – AUNE-RS) formed by Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Garibaldi, Farroupilha, Flores da Cunha, São Marcos, Monte Belo, Santa Tereza e Nova Pádua), because its a very urbanized and industrialized area, where we could see, in the last two decades, a raise of conurbation and interdependence in urban areas, going towards the agglomeration. It’s considered that the new way of regional space organization is an essential support for industry for the production and competition at globalized economy. On the historical formation of this area we have evidences which explain its actual characteristics: the industry’s progress potential is a consequence of the Italian settlement process (which started in the end of 19th century and finish in the following century), when there has been the rural area occupation occurs in a small property system, in this moment the first urban nucleus appears (base of the regional urban system), and the first roads in this area which originated the actual roads network. Simultaneously, the conditions which will propitiate the later development on industrial activities in the area are created. From the thirties until the seventies, the industrial growth is followed by the expansion of urban areas and Caxias do Sul takes place as the main regional center. Since the eighties, with technological and structural transformation introduced by the companies (essentially in the industrial segment) changes occur on the regional space arrangement, and with the urban agglomeration consolidation. The historical reconstitution unveal that the regional space organization is also a power matter (economical and political), which influences the spatial arrangement characteristic which can be seen through representative company performances. Managerial classes try effortlessly to build an urban regional space suitable for their necessity and to provide a favorable position (on production / on market) and leadership (on politics actions) in the regional society. The distinctive AUNE characteristic, which ground the regional identity, is result of this attitude.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/13378
Arquivos Descrição Formato
000641064.pdf (4.105Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.