Repositório Digital

A- A A+

Tratamento do surto de esclerose múltipla em hospital-dia : estudo de custo-minimização

.

Tratamento do surto de esclerose múltipla em hospital-dia : estudo de custo-minimização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento do surto de esclerose múltipla em hospital-dia : estudo de custo-minimização
Autor Finkelsztejn, Alessandro
Orientador Mengue, Sotero Serrate
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Custos hospitalares
Esclerose múltipla
Hospital-dia
Pulsoterapia
Surtos de doenças
[en] Day hospital
[en] Health economics
[en] Methylprednisolone
[en] Multiple sclerosis
[en] Relapse
Resumo A esclerose múltipla (EM) é considerada doença rara no país, porém tem um grande impacto econômico na sociedade, pois é uma das causas mais importantes de incapacidade em adultos jovens. A doença manifesta-se através de surtos, ou seja, pioras neurológicas agudas, com sintomas instalando-se em horas ou poucos dias. O tratamento do surto é altamente eficaz, podendo reverter o déficit neurológico estabelecido. A única forma regulamentada de tratamento é através da internação em hospital, porém poderia ser realizado em regime de hospital-dia que, contudo, não é previsto pelo Sistema Único de Saúde. Este é um estudo de custo-minimização, desenvolvido com o objetivo de comparar os custos do tratamento do surto de EM à base de corticóide, em regime de internação e regime de hospital-dia, com o objetivo de confirmar a economia deste último. Verificaram-se todos os materiais, medicamentos e profissionais necessários ao tratamento de pulsoterapia com metilprednisolona em pacientes com EM. Esta lista foi orçada tomando-se como referência os valores praticados pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre em sua última compra. Além disto, os valores salariais foram baseados no piso salarial das categorias de profissionais envolvidos no tratamento. Idealizou-se um hospital-dia com 12 leitos, respeitando todas as recomendações do Ministério da Saúde. Os custos do tratamento completo em regime de internação e em hospital-dia foram respectivamente R$ 564,23 e R$ 172,41 - uma redução absoluta de R$ 391,82 e relativa de 69,44%. O levantamento do número de Autorizações de Internação Hospitalar (AIHs) para tratamento de surto de esclerose múltipla em todo o país foi de 10.157 no período de 2002 a 2006. Considerando todo este período, o número de diárias hospitalares (pacientes-dia) que poderiam ter estado disponíveis para ocupação por outras patologias foi de 93.816. Concluiu-se que o tratamento do surto da esclerose múltipla em hospital-dia é bem mais econômico que o regime de internação, promovendo uma potencial relevante economia à sociedade, permitindo melhor utilização dos leitos hospitalares.
Abstract Multiple sclerosis is considered a rare disease in Brazil; however has a great economical impact in our society, and is known as one of the most important causes of disability among young adults. Multiple sclerosis is characterized by neurological relapses, occurring in a period of hours or a few days. The treatment of relapses with corticosteroids in high doses is highly effective in relieving the neurological deficit. It can be administered as inpatient or outpatient basis, the last not authorized by the Brazilian Public Health System. This is a cost-minimization analysis in order to compare the costs of this treatment as inpatient to outpatient. We checked the costs of all materials, medications and professionals necessary for this procedure, based in the reference prices practiced at Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Moreover, the costs of the professionals involved in this procedure were based on those practiced and suggested by the health labor union in our district. We planned an ideal day-hospital for the outpatient basis treatment, characterized by “twelve simultaneous armchairs”, following all the recommendations from the Brazilian Ministry of Health. The estimated costs of treatment were R$ 564,23 and R$ 172,41, for inpatient and outpatient basis, respectively. This represented a saving of R$ 391,82, meaning a relative reduction of 69,44% in total costs. The number of inpatient basis treatment from 2002 through 2006 in Brazil as a whole, was 10.157. If those patients could have been submitted to an outpatient basis treatment, it would have saved of 93.816 hospital beds. The treatment of relapses of multiple sclerosis as outpatient basis is less expensive than inpatient treatment, promoting an economy for the society, and allowing a better and more rational utilization of hospital beds.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13414
Arquivos Descrição Formato
000642688.pdf (252.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.