Repositório Digital

A- A A+

Estudo morfométrico comparativo entre três técnicas de palatoplastia para reposicionamento do palato mole

.

Estudo morfométrico comparativo entre três técnicas de palatoplastia para reposicionamento do palato mole

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo morfométrico comparativo entre três técnicas de palatoplastia para reposicionamento do palato mole
Autor Froes Filho, Romualdo Rodrigues
Orientador Collares, Marcus Vinicius Martins
Data 2003
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Cirurgia.
Assunto Cirurgia
Fissura palatina
Palato mole
Procedimentos cirúrgicos bucais
Técnica de expansão palatina
[en] Cleft palate
[en] Palate extansion
[en] Palate morphometry
[en] Palate reposition
[en] Palatoplasty
[en] Surgical techniques comparation
Resumo Estudos recentes demonstram que a incidência de fissura lábio-palatina é de 1.4 a 1.5 por 1.000 nascimentos vivos1. Pelo senso do IBGE de 2000, temos um número aproximado de 4.500 casos novos de pacientes portadores de fissuras lábio-palatinas a cada ano em nosso país. Com a maior aceitação e interação social pela recuperação estética, a preocupação com o aspecto funcional tornou-se ainda mais evidente. No convívio social, a comunicação através da voz/fala é uma das ferramentas fundamentais para o desenvolvimento pessoal. Nos pacientes com fissura palatina (FP), malformação do esfíncter velofaringeano, esta dinâmica está comprometida2. A palatoplastia é o tratamento indicado para a correção da fissura palatina. A busca pela técnica que proporcione melhores resultados é um objetivo permanente. É óbvio que a melhor análise da eficácia de uma técnica de palatoplastia é a fonação. Entretanto, outros fatores são importantes, como o reposicionamento anatômico das estruturas e a reprodutibilidade. O objetivo deste trabalho é o de comparar morfometricamente o reposicionamento conseguido por três técnicas cirúrgicas diferentes de palatoplastia através de medidas intraoperatórias e pós-operatórias imediatas. Tais procedimentos foram realizados em 30 pacientes portadores de fissura lábiopalatina unilateral, com idades que variavam entre 12 e 24 meses, sem cirurgias prévias em palato mole, sem outras co-morbidades. Todos os pacientes foram operados por um mesmo cirurgião e foram divididos em três grupos: Grupo I - Técnica de Furlow; Grupo II - Técnica de Veau-Wardil-Kilner com veloplastia; e Grupo III - Técnica de Veau-Wardil-Kilner com veloplastia e plástica em Z na mucosa nasal. Duas destas técnicas (GI e GII) são consagradas pelo uso, e a terceira (GIII) é uma modificação destas sugerida pelo autor. Nas medidas realizadas, observou-se que as três técnicas alongam o palato, com uma tendência maior no Grupo III. O conjunto muscular é mais retroposicionado nos pacientes do Grupo III. O índice de complicações foi maior nos pacientes operados pela técnica de Furlow. Os achados clínicos perioperatórios e morfométricos deste estudo sugerem que a técnica VW- K+B+Z é uma alternativa viável e promissora para o tratamento da fissura palatina. A avaliação fonológica destes pacientes em longo prazo será a resposta final para a sua aplicabilidade clínica.
Abstract Recent studies have demonstrated that the incidence of cleft lip and palate is that of 1.4 to 1.5 in 1000 live births. According to the 2000 IBGE (Brazilian Institute of Geography and Statistics) census, we have approximate 4.500 new cases of cleft lip and palate in our country each year. The concern with the functional aspect has become more evident with the greater acceptance and social interaction resulting from aesthetic restoration. Oral communication is a fundamental tool for social interaction and personal development. Patients suffering from cleft palate (CP) or malformation of the velopharyngealsphincter cannot properly benefit from this tool. Palatoplasty is the treatment recommended for the correction of palate. The search for a technique which produces better results is a constant objective. It is obvious that the best analysis of the effectiveness of a palatoplasty technique is speech itself. However, other factors are also important, such as the anatomical repositioning of the structures and reproductibility. The purpose of this study is to carry out a morphological contrast of the repositioning resulting from three different palatoplasty surgical techniques, by means of intra-surgical measurements and immediate post-surgical measurements. Such procedures were carried out in 30 patients suffering from unilateral cleft lip and palate, ranging from 12 to 24 months old, who had not been subjected to previous surgery to the soft palate, and who did not suffer from any other abnormalities. All the patients were operated by the same surgeon, and were divided into three groups: Group I – Furlow’s Technique; Group II – Veau-Wardil-Kilner Technique with veloplasty, and Group III – Veau- Wardil-Kilner Technique with veloplasty and Z plasty on the nasal mucosa. Two of the techniques (GI and GII) are well known, and the third (GIII) is a variation of such techniques by the author of this study. The measurements carried out demonstrated that all three surgical techniques extend the palate, with a greater prolongation tendency in Group III. The muscular network was more extensively retro-positioned in the patients in Group III. The rate of complications was greater in the patients who were operated with the use of Furlow’s technique. The perisurgical and morphometric clinical findings in this study suggest that the VW- K+B+Z technique presents itself as a promising and feasible alternative for the treatment of cleft lip and palate. The long term phonological evaluation of such patients shall be the final evidence for its clinical applicability.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13429
Arquivos Descrição Formato
000646287.pdf (1.489Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.