Repositório Digital

A- A A+

A melancolia em Al Berto

.

A melancolia em Al Berto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A melancolia em Al Berto
Autor Souza, Camila Emanuele Martins de
Orientador Bordini, Maria da Glória
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Literatura portuguesa : Poesia
Melancolia
[es] Horto de incêndio
[es] Poesia portuguesa
[es] Salsugem
Resumo Este trabalho objetiva estudar, sob a perspectiva da melancolia, os livros Salsugem (1984) e Horto de Incêndio (1997), de Al Berto. O autor português produz escritos em que a temática da melancolia atravessa a palavra, o que justifica o debruçar-se sobre as construções textuais da poética albertiana, a fim de traçar-lhe novas possibilidades de leitura por esse ângulo. Para isso, com o intuito de compreender o discurso melancólico segue-se o embasamento teórico: de Klibansky, Panosfsky e Saxl (1991), a partir do livro Saturno e a melancolia; Benjamin, em Origem do drama trágico alemão (2011); Agamben (2007), em Estâncias: a palavra e o fantasma na cultura ocidental; e o pensador romeno Emil Cioran (2011). Contrastando essas referências com os poemas de Al Berto, será possível relê-los a fim de atender a fenômenos contemporâneos que preocupam a sociedade: tristeza, angústia e depressão. Compreender de que forma são construídos, no discurso literário, esses fenômenos, pode ser proveitoso para o âmbito acadêmico, estabelecendo um diálogo interdisciplinar em que teoria literária, filosofia e ciências sociais venham a convergir.
Resumen Este trabajo objetiva estudiar, por la mirada de la melancolía, los libros Salsugem (1984) y Horto de incêndio (1997), de Al Berto. El autor portugués produce escritos en que la temática de la melancolía atraviesa la palabra, lo que justifica el estudio de las construcciones textuales de la poética albertina, a fin de que se pueda delinear nuevas posibilidades de lectura por ese punto de vista. Con el intuito de comprehender el discurso melancólico el estudio va a seguir el embasamiento teórico: de Klibansky, Panosfsky e Saxl (1991), a partir del libro Saturno e la melancolía; de Benjamin, en Origem do drama trágico alemão (2011); de Agamben (2007), en Estâncias: a palavra e o fantasma na cultura ocidental; y del pensador rumano Emil Cioran (2011). Contrastando las referencias con los poemas de Al Berto, será posible releerlos a fin de atender a los fenómenos contemporáneos que preocupan la sociedad: la tristeza, la angustia y la depresión. Comprender de cual forma ellos son construidos, en el discurso literario, puede ser provechoso para el ámbito académico. Elegirse para eso el diálogo interdisciplinar en que la teoría literaria, la filosofía y las ciencias sociales vengan a convergir.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/134375
Arquivos Descrição Formato
000987684.pdf (707.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.