Repositório Digital

A- A A+

Inventários sobre o encantamento : mundos narrados do lado de dentro

.

Inventários sobre o encantamento : mundos narrados do lado de dentro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Inventários sobre o encantamento : mundos narrados do lado de dentro
Autor Alibio, Helena Campos
Orientador Barreto, Umbelina Maria Duarte
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Curso de Artes Visuais: Licenciatura.
Assunto Educação artística
Inclusão escolar
Narrativas
Sensibilização
[en] Inclusion
[en] Narratives
[en] Sensitivity
[en] Visual arts education
Resumo O presente trabalho busca uma forma de sensibilizar o professor de Artes Visuais para a questão da inclusão em sala de aula no ensino regular. Parte da memória e da percepção e tem como foco a construção de imaginários que possam ser compartilhados no cotidiano escolar, no sentido de provocar um espaço propositivo que leve a um reencantamento com esse cotidiano. Utiliza-se exercícios de imaginação projetados em espaços metafóricos que podem servir como uma motivação para investigar os sentidos de pertença de alunos no âmbito das políticas de inclusão. O texto é elaborado articulando narrativas sensoriais e ficcionais e ilustrações a partir de uma visão poética, enfatizando as diferenças e semelhanças no ambiente escolar, e, desta forma, possibilitando uma experiência prática na área da linguagem tendo como foco a educação artística. Utiliza-se como referência estudos da arte-educadora María Acaso com ênfase nas pedagogias invisíveis e a linguagem visual, o neurocientista Oliver Sacks em relação às narrativas clínicas que fogem de um diagnóstico e focam no potencial criativo de cada indivíduo, o psicólogo Bruno Bettelheim com a importância da fantasia para o desenvolvimento da identidade e Álvaro Marchesi no âmbito das políticas de inclusão.
Abstract This study pursues a way of sensitizing Visual Arts teachers at the issue of Classroom Inclusion in regular education. It starts from the memory and the perception and its focus is the construction of imaginaries which could be shared in daily school life to trigger a purposeful environment leading to a re-enchantment for this everyday life. We use make-believe exercises designed in metaphorical spaces which may serve as motivation to investigate belonging feelings in the context of inclusion policies. The text is drawn linking sensory and fictional narratives and illustrations from a poetic view, emphasizing the differences and similarities in the school environment, and thus providing a practical experience in the field of language focusing on Visual Arts education. It is used as reference studies of the Art teacher María Acaso emphasizing the “invisible pedagogies” and the visual language; the neuroscientist Oliver Sacks regarding the clinical narratives that avoid a diagnosis and focus on the creative potential of each individual; the psychologist Bruno Bettelheim with the importance of fantasy for the development of identity and Alvaro Marchesi in the context of inclusion policies.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/134675
Arquivos Descrição Formato
000987395.pdf (11.91Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.