Repositório Digital

A- A A+

Vulnerabilidade das áreas sob ameaça de desastres naturais na cidade de Santa Maria/RS

.

Vulnerabilidade das áreas sob ameaça de desastres naturais na cidade de Santa Maria/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Vulnerabilidade das áreas sob ameaça de desastres naturais na cidade de Santa Maria/RS
Outro título Vulnerability of the areas under natural disasters threat in Santa Maria city / RS
Autor Avila, Luciele Oliveira de
Orientador Robaina, Luis Eduardo de Souza
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Desastres ambientais
Risco ambiental
Susceptibilidade ambiental
Vulnerabilidade
[en] Disasters
[en] Risk
[en] Susceptibilities
[en] Threat
[en] Vulnerability
Resumo A presente tese aborda a temática da vulnerabilidade da população frente às situações de ameaça e risco. A pesquisa realizou-se junto ao perímetro urbano da cidade de Santa Maria na região central do Rio Grande do Sul. A vulnerabilidade foi avaliada com relação aos fenômenos desencadeados pelas dinâmicas fluvial e de encosta, mais especificamente, movimentos de massa, inundações e erosão de margens. O objetivo principal do trabalho consiste na análise de variáveis determinantes para os graus de vulnerabilidade da população que reside em áreas sob ameaça de desastres naturais. A metodologia resume-se na análise de imagens DigitalGlobe obtidas via Google Earth Pro (2012) para a determinação das áreas urbanas ocupadas e susceptíveis aos fenômenos causadores de desastre junto às encostas e à rede de drenagem; para a obtenção dos graus de vulnerabilidade foi utilizada a base de informações referente aos Setores Censitários (IBGE, 2010): rendimento mensal, taxa de idosos e crianças, taxa de analfabetismo, à esses dados foram acrescidos o número de residências e o padrão urbano construtivo das moradias por área sob ameaça. A correlação das variáveis determinou quatro graus de vulnerabilidade: Grau I (Baixo), Grau II (Médio), Grau III (Alto) e Grau IV (Muito Alto). Verifica-se áreas sob ameaça nos patamares mais elevados das encostas, no entanto, existem situações perigosas em patamares com memores inclinações, devido, principalmente, às alterações realizadas nos taludes para a edificação das moradias. Quanto aos processos de dinâmica fluvial, a ameaça refere-se às inundações e à erosão de margens. A ocupação expandiu-se ao longo das planícies de inundação de inúmeros cursos fluviais ao longo do perímetro urbano, sendo, portanto, praticamente inevitáveis os episódios desta natureza. A erosão das margens fluviais são sentidas quase que exclusivamente pelos moradores que edificaram suas residências junto aos terrenos marginais, com distância aproximada de 5 metros do leito. A população mais vulnerável é aquela que apresenta situação socioeconômica menos favorecida, com idade superior à 65 e inferior à 15 anos de idade, com taxa elevada de analfabetismo e ausência de serviços urbanos básicos. Apesar da existência de leis e projetos relacionados à problemática dos desastres, o gerenciamento das áreas sob ameaça é ineficiente, favorecendo o surgimento de inúmeras situações perigosas.
Abstract This paper is about the risk ok the population in some kind of situations. The research was conduct in the urban perimeter of Santa Maria town, central part of Rio Grande do Sul state. The topic was the analysis of the vulnerability caused by the mass movements and floods in the river and also the deterioration on the banks. The main objective is the analyses of the level of risk areas of natural disasters that population face. To active this objective the study uses Google Earth Pro (2012) Digital Globes pictures to see where was the urban areas near at river banks with higher risk of disasters. To obtain the risk levels was used some parts of Census (IBGE 2010) more specific the how much money the families makes in one mouth also the number of young's and elderly and also the number and material used in construction of houses. Was stabilized four levels of risk in crescent order we have level one (Low risk), level two (Medium risk), level three (High risk) and level four (Very High Risk). Was possible the discover some areas in the higher level of risk in more elevate terrains and also some danger places in lower fields however the highest risk is in areas more flats but changed by manmade activities in special house constructions. The main danger caused by river stream is the floods and erosion of banks. The population occupied flat terrains near the rivers that were naturally flooded and because that is almost impossible to avoid this kind of disaster. The erosion on bank happens in land where houses was built near of 5 meters of rivers. The populations in higher danger is the more lower financial classes with ages up to 65 years and under 15 and high rates of analphabets and no basic state services. Even with laws and projects to prevent disasters situations the management of risk areas is inefficient and cooperate to more possible disasters.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/134683
Arquivos Descrição Formato
000986053.pdf (10.99Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.