Repositório Digital

A- A A+

Griot-educador : a pedagogia ancestral negro-africana e as infâncias, em um espaço de cultura afro-gaúcha

.

Griot-educador : a pedagogia ancestral negro-africana e as infâncias, em um espaço de cultura afro-gaúcha

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Griot-educador : a pedagogia ancestral negro-africana e as infâncias, em um espaço de cultura afro-gaúcha
Autor Pereira, Patrícia da Silva
Orientador Dornelles, Leni Vieira
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Afrocentrismo
Infância
Pedagogia
[en] Afrocentricity
[en] AfroSul/Òḍ óṃ ọdé
[en] Childhoods
[en] Griot pedagogy
[en] Pesearch with children
Resumo A pesquisa apresentada nesta Dissertação de Mestrado investiga o modo de produção de novos Griot’s, a partir de atividades afrocentradas, realizadas com crianças participantes das Oficinas “Semeando a História”, na ONG AfroSul/Òḍ óṃ ọdé, na cidade de Porto Alegre/RS. Através da perspectiva com uma inspiração pós-estruturalista e da metodologia de pesquisas com crianças, concebi-as como parceiras nesta pesquisa, buscando seus aceites expressos em palavras e atitudes, bem como dos Griot’s e demais participantes do local. Investigo como os modos de ser Griot influi diretamente nas atividades, nos discursos, nas relações entre as crianças, e destas com os adultos, subjetivando-as num modo de ser criança e de viver suas infâncias diferenciado e afrocentrado. Discuto os diferentes modos de ser criança ao longo da história e como a formação étnico-cultural da população brasileira fundamenta tais diferenças e as caracteriza. Constituo o modo de ser afro-gaúcho, um afrobrasileiro produzido a partir da convivência e das relações instituídas no espaço geográfico do estado do Rio Grande do Sul, a partir das diferentes etnias historicamente aqui residentes Evidencio as diversas atividades propostas às crianças, a partir das conversas, de uma oralidade basilar, que entremeia as propostas, e materializa as aprendizagens em outras formas de representações. Nestas infâncias múltiplas, e suas contribuições na produção destes novos sujeitos, crianças que percebem o mundo em sua diversidade e multiplicidade cultural e étnicorracial, encerra-se o desejo de ampliação das ações pensadas e planejadas para a manutenção das culturas ancestrais negro-africanas, afrobrasileiras e afro-gaúchas, potencializando a continuidade das tradições, em especial, da tradição dos Mestres dos Saberes e da Pedagogia Griot. Relato esta experiência vivida a partir de minhas experiências em família afrocentrada, num modo de ser partícipe da aprendizagem neste espaço de Pesquisa, num processo holístico da construção deste relato de si e do outro que estes Mestres dos Saberes utilizam para ensinar.
Abstract The research presented in this Master's Dissertation investigates the Griot's new mode of production, from african-centred activities carried out with children participated in the workshops "Sowing History" in AfroSul/Ọdọmọdé NGO in the city of Porto Alegre / RS. Through the perspective with a poststructuralist inspiration and research methodology with children, conceived them as partners in this research, seeking their accepted expressed in words and actions, as well as the Griot's and other participants of the site. Investigate how the ways of being Griot directly influences the activities, in speeches, in relations between the children, and those with adults, subjectively them in a way to be a child and to live their differentiated and african-centred childhoods. Discuss the different ways of being child throughout history and how the ethnic and cultural background of the population bases such differences and features Consisting how to be african-gaucho, one Afro-Brazilian produced from living and relationships established in the geographical area of the Rio Grande do Sul state, from different ethnic groups historically living here. Made evident the various activities proposed to children from the conversation, a basic orality, which intersperses the proposals, and the learning embodied in other forms of representations. These multiple childhoods, and their contributions to the production of these new subjects, children who perceive the world in its diversity and cultural and étnicorracial multiplicity, closes the desire for expansion of thought and planned actions for the maintenance of black-African ancestral cultures, Afrobrazilian and african-gaucho, enhancing the continuity of traditions, in particular the tradition of the Masters of Knowledge and Griot Education. Report this lived experience from my experiences in afrocentrada family, a way of being a participant of learning in this search space, a holistic process of building this story of self and other that these Masters of Knowledge use to teach.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/134701
Arquivos Descrição Formato
000987959.pdf (1.957Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.