Repositório Digital

A- A A+

Dor e consumo de analgésico após raspagem e alisamento radicular subgengival e sua relação com ansiedade odontológica pré-operatória

.

Dor e consumo de analgésico após raspagem e alisamento radicular subgengival e sua relação com ansiedade odontológica pré-operatória

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dor e consumo de analgésico após raspagem e alisamento radicular subgengival e sua relação com ansiedade odontológica pré-operatória
Outro título Pain and analgesic consumption after subgingival scaling and root planing and its relationship to dental anxiety preoperative
Autor Schirmer, Caroline
Orientador Weidlich, Patrícia
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Dor
Farmacologia e terapeutica
Periodontia
Stress
[en] Anxiety
[en] Pain measurement
[en] Periodontal debridement
Resumo Objetivo: Avaliar dor, ansiedade odontológica e uso de medicação analgésica em pacientes portadores de periodontite submetidos a tratamento periodontal nãocirúrgico. Materiais e Métodos: Trinta e um pacientes portadores de periodontite e com indicação de raspagem e alisamento radicular subgengival (RASUB) foram tratados por alunos do curso de graduação e de pós-graduação da Faculdade de Odontologia da UFRGS. Previamente ao início do procedimento, os pacientes responderam à Escala de Ansiedade Dental de Corah (EADC). Ao término da RASUB, os pacientes eram orientados a preencher a Ficha de Controle de Dor Pósoperatório, composta por três instrumentos para medir dor - Escala Analógica Visual (EAV), Escala Numérica e Escala Verbal - e por espaço para reportar o uso e tipo de medicação. O paciente recebia prescrição e comprimidos de paracetamol em esquema de demanda no pós-operatório. As avaliações foram realizadas na 2ª, 6ª, 12ª, 24ª e 48ª horas após a RASUB. Resultados: Setenta por cento dos pacientes relataram dor em algum momento do pós-operatório, sendo que os pacientes classificados com alta ansiedade odontológica tiveram escores de dor significativamente mais altos que os pacientes com baixa ansiedade odontológica nos diferentes momentos de pós-operatório (p<0,05). As maiores médias para a EAV e para a Escala Numérica ocorreram seis horas após o procedimento. Quanto ao uso de medicamento, 55% dos pacientes fizeram o uso de analgésico no pósoperatório e houve diferença no uso de analgésico em relação à ansiedade odontológica 24 horas após a RASUB. Conclusão: Dor de intensidade leve a moderada é um achado comum em pacientes que recebem tratamento periodontal não cirúrgico. Os pacientes com maior ansiedade odontológica apresentaram maiores escores de dor nos diferentes períodos após o tratamento e tendem a utilizaram mais medicamentos no pós-operatório.
Abstract The purpose of this study was to evaluate pain, dental anxiety and use of analgesics in patients with periodontitis who underwent to non-surgical periodontal treatment. Methods: Thirty-one patients with periodontitis and with indication of subgingival scaling and root planing (SSRP) were treated by undergraduate and graduate students from School of Dentistry at UFRGS. Before beginning the procedure, patients answered to Corah’s Dental Anxiety Scale (DAS). At the end of SSRP, patients were instructed to fill out the registration form for the post-operative pain, consisting of three instruments to measure pain - Visual Analog Scale (VAS), Numerical Scale and Verbal Scale - and questions about medication type and usage. The patients received prescription and paracetamol for optional use in the postoperative period. Evaluations were made on the 2nd, 6th, 12th, 24th and 48th hours after SSRP. Results: Seventy percent of patients reported pain at some point after SSRP, and patients classified as high for dental anxiety reported significantly higher pain scores than patients with low dental anxiety at different post operative periods (p <0.05). The highest averages for VAS and the Numerical Scale occurred six hours after the procedure. Regarding the use of medication, 55% of the patients used analgesics in the postoperative period and there was difference in analgesic use in relation to dental anxiety 24 hours after SSRP. Conclusion: Pain mild to moderate is a common finding in patients receiving non-surgical periodontal treatment. Patients with higher dental anxiety had higher pain scores at different periods after treatment and tend to use more medications postoperatively.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/134843
Arquivos Descrição Formato
000829013.pdf (2.734Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.