Repositório Digital

A- A A+

Análise da viabilidade do uso de VANT para mapeamentos topográfico e de cobertura e uso da terra

.

Análise da viabilidade do uso de VANT para mapeamentos topográfico e de cobertura e uso da terra

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da viabilidade do uso de VANT para mapeamentos topográfico e de cobertura e uso da terra
Autor Souza, Gabriel de
Orientador Farina, Flávia Cristiane
Iescheck, Andrea Lopes
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Engenharia Cartográfica.
Assunto Topografia
Veículo aéreo não tripulado
[en] Artificial targets
[en] Cartographic Quality Control
[en] UAV
Resumo O emprego de VANT (Veículo Aéreo não Tripulado) para aquisição de dados tem se ampliado consideravelmente, frente a outros tipos de levantamento devido à sua facilidade de manuseio, à economia de tempo e de custo e à elevada resolução espacial possível de ser obtida. Neste sentido o presente trabalho objetiva analisar a aplicabilidade desta tecnologia para fins de mapeamentos topográfico e de cobertura e uso da terra e a qualidade dos produtos gerados. Para tal, utilizou-se o VANT SIWNGLET CAM como um estudo de caso, abordado em cinco principais etapas metodológicas: concepção e elaboração de alvos artificiais para sinalização de campo; planejamento e execução de voos para obtenção das imagens aéreas; processamento dos dados; elaboração de mapas topográfico planialtimetrico e de cobertura e uso da terra e; execução de controle de qualidade. Nesta última etapa, realizou-se a avaliação da qualidade dos produtos gerados durante os procedimentos adotados bem como dos resultados finais. Desta maneira, foram avaliadas a qualidade da nuvem de pontos obtida no processo de aerotriangulação, a qualidade posicional do orfotomosaico, das curvas de nível e da vetorização. Ainda, avaliou-se a aplicabilidade do método de interpretação visual empregado na elaboração do mapa de cobertura e uso da terra.Como resultados do controle de qualidade, o ortofotomosaico apresentou um erro posicional máximo de 0,1634 m para 90% dos pontos testados e um desvio padrão de 0,1143 m. Sendo, assim, obtiveram-se os produtos finais com classe A para escalas de 1/815 ou menores, de acordo com o PEC-DIGITAL.
Abstract The use of UAV (Unmanned Aerial Vehicle) for data acquisition is increasing when compared to other types of surveying due to its ease of handling, the time and cost saving.and due to the spatial resolution that can be obtained, particularly at a time where mapping demands are increasing. In addition to the mapping, this feature is also used in various fields of activity, like disasters control and soil monitoring. This study evaluates the use of UAV for topographic mapping and for land use and occupation mapping. In this work we used the UAV SIWNGLET CAM and evaluated this resource through flight planning and flight execution, and through the topographic map and the land cover and land use map. In addition, we evaluated the quality of the point cloud generated in the aerial triangulation, the positional quality of the orthophotomosaic, the contour lines, the vectorization and the applicability of the visual interpretation method. The results obtained in this quality control showed that the positional error of the orthophotomosaic was 0.1634 meters for 90% of the tested points with a standard deviation of 0.1143 meters. Thus we obtained a product class A for 1/815 or smaller scales according to the PEC-DIGITAL. In this work, we also developed artificial targets so that its center was well identified in aerial photographs.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/134923
Arquivos Descrição Formato
000988299.pdf (16.22Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.