Repositório Digital

A- A A+

Sistemas produtivos e degradação ambiental : uma análise comparativa em dois municípios no oeste do estado de Mato Grosso-MT

.

Sistemas produtivos e degradação ambiental : uma análise comparativa em dois municípios no oeste do estado de Mato Grosso-MT

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistemas produtivos e degradação ambiental : uma análise comparativa em dois municípios no oeste do estado de Mato Grosso-MT
Autor Kirsch, Heitor Marcos
Orientador Waquil, Paulo Dabdab
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultores
Campos de Júlio (MT)
Degradação ambiental
Meio ambiente
Pontes e Lacerda (MT)
Produção agrícola
[en] Environmental degradation
[en] Familiar agricultural production
[en] Patronal agricultural production
[en] Production systems
Resumo Tradicionalmente as definições do espaço rural vinham sendo associadas à idéia de local onde se realiza a produção agrícola. Mais recentemente, a partir de um enfoque onde o território rural passa a ser compreendido como um espaço multifuncional e multisetorial, possibilita uma redefinição do conteúdo das formas convencionais de desenvolvimento rural e das relações que freqüentemente são estabelecidas entre a sua configuração socioeconômica e os processos de degradação ambiental. O presente estudo se propõe a verificar a relação que se estabelece entre o processo de modificação do ambiente físico e o padrão de desenvolvimento produtivo que foi implantado no oeste do estado de Mato Grosso, tomando como referência grupos de agricultores distintos, nas localidades de Pontes e Lacerda e Campos de Júlio. Em Pontes e Lacerda, localizada numa região de transição entre os biomas do pantanal matogrossense e a floresta amazônica brasileira, foram entrevistados 27 agricultores com características de produção familiar, em áreas inferiores a 400 hectares. Em Campos de Júlio, localizada no cerrado do planalto central brasileiro e já nas proximidades da região amazônica, foram investigados 20 agricultores com áreas acima de 400 hectares, com uma produção agrícola mecanizada. Uma característica que assemelha a ocupação destes territórios é que são resultantes do processo migratório intra-estadual de ocupação de fronteira agrícola ocorrido entre o final da década de 60 até o final da década de 80. Os resultados encontrados sugerem que o processo de modificação deste meio físico que se constata em ambas as localidades é influenciado por uma associação positiva que estabelecem entre o processo de desmatamento e uma suposta melhoria nas suas condições de produção.
Abstract Traditionally, the definitions of rural space had been associated to the idea of a site where the agricultural production takes place. More recently, from the perspective in which the rural area can be understood as a multifunctional and multisectional space, it is possible to redefine the content of the conventional forms of rural development and the relations which are frequently established between its social-economical configuration and the processes of environmental degradation. The present study is aimed at verifying the relation between the process of modification of the physical environment and the model of productive development established in the western part of Mato Grosso State, taking as reference different groups of rural producers, in the localities of Pontes e Lacerda and Campos de Júlio. In Pontes e Lacerda, located in a region of transition between the biomas of the Pantanal of Mato Grosso and the Brazilian Amazon forest, 27 agriculturists were interviewed, all of them with characteristics of a familiar production, in areas inferior to 400 hectares. In Campos de Júlio, located in the “cerrado” of the Brazilian central plateau and in the surroundings of the Amazon region, 20 agriculturists were investigated, on areas over 400 hectares, and with a mechanized agricultural production. A feature which is common to the occupation of both territories is the fact that they are the result of the intrastate migratory process of occupation of agricultural border which took place between the late 60’s and the end of the 80’s. The achieved results suggest that the process of modification of this physical environment, which can be observed in both of these places, is influenced by a positive association established between the process of deforestation and a presumed improvement in their productive conditions.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13496
Arquivos Descrição Formato
000648971.pdf (628.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.