Repositório Digital

A- A A+

As bichas não aceitam ser garotas: história de vida de uma mulher transexual

.

As bichas não aceitam ser garotas: história de vida de uma mulher transexual

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As bichas não aceitam ser garotas: história de vida de uma mulher transexual
Autor Silva, Mariana Fonte
Orientador Rosário, Nísia Martins do
Co-orientador Tomazetti, Tainan Pauli
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Propaganda e Publicidade.
Assunto Estudos de gênero
História de vida
Transexualidade feminina
[en] Communication
[en] Gender
[en] Life story
[en] Transgender
[en] Woman
Resumo A questão mais essencial a este trabalho diz respeito à configuração das construções das noções de gênero em uma mulher transexual. Através da abordagem da história de vida proposta por Luís Jésus Galindo Cáceres (1997), este trabalho visa refletir sobre as temáticas de gênero a partir das relações sócio comunicativas estabelecidas na vida cotidiana de uma mulher transexual. Procuramos observar, dessa forma, quais são os sentidos atribuídos ao gênero nas dimensões processuais da vida de nossa informante – relacionadas, aqui, aos meios de comunicação e às práticas comunicativas envolvidas no desenvolvimento de suas identificações de gênero e sexualidade – através de sua história de vida. Para tanto, pretendemos verificar como as práticas comunicativas são demarcadores do processo de identificação/performance de gênero da interlocutora, bem como descrever o processo de generificação sociocultural de uma mulher transexual, estabelecendo um diálogo entre a história de vida e conceitos da teoria queer e dos estudos culturais. Além disso, é de interesse deste trabalho entender como a dimensão da feminilidade sustenta as escolhas simbólicas e materiais da vida de uma mulher transexual.
Abstract This research presents a discussion about the configuration of gender constructions and it’s understandings in the life-world of a transgender woman. Through the life story methodological approach of developed by Luis Jésus Galindo Cáceres (1997), it was possible to reflect upon gender-related issues taking in account the socialcommunicative relations established in a transgender-woman’s every-day life. The focus of this research is to investigate the meanings conferred to gender-related concepts in our informant’s perspective – regarding media and communicative practices on the development of her gender and sexual-related identifications – through her life story. Our aim is to inquire in which ways the communicative practices operate as markers of the informant’s gender identification/performance as well as describe the process of sociocultural gender assignment of a transgender woman. In addition, it’s in our interest to understand how the dimension of femininity determines the symbolic and material choices in a transgender woman’s life.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/135428
Arquivos Descrição Formato
000987860.pdf (422.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.