Repositório Digital

A- A A+

Telejornalismo e mito : da vitória antecipada ao fracasso dos "heróis" brasileiros na Copa do Mundo pela narrativa do Jornal Nacional

.

Telejornalismo e mito : da vitória antecipada ao fracasso dos "heróis" brasileiros na Copa do Mundo pela narrativa do Jornal Nacional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Telejornalismo e mito : da vitória antecipada ao fracasso dos "heróis" brasileiros na Copa do Mundo pela narrativa do Jornal Nacional
Autor Ihitz, Greetchen Ferreira
Orientador Porcello, Flávio Antônio Camargo
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Copa do Mundo (Futebol) (20. 2014 Brasil)
Jornal Nacional (Programa de televisão)
Mito do herói
Telejornalismo
[en] Hero
[en] Myth
[en] Telejournalism
[en] World Cup
Resumo Esta dissertação tem como tema a Copa do Mundo de Futebol na televisão aberta brasileira. O objetivo geral é investigar como o Jornal Nacional constrói o mito do herói nas narrativas sobre os jogadores da Seleção Brasileira de Futebol antes da Copa do Mundo de 2014 e, a partir do momento que os jogadores e os resultados não inspiram confiança, verificar qual é a estratégia utilizada pelo telejornal para não se comprometer em relação à audiência. Integram o corpus desta pesquisa a Série Seleção, exibida antes do megaevento esportivo, e matérias veiculadas durante o Mundial de Futebol. O material foi investigado a partir da Análise de Conteúdo sistematizada por Bardin (2011). Com base nas reportagens analisadas fica evidente que o Jornal Nacional produz um discurso que constrói o herói antes da Copa do Mundo a fim de vender o produto no qual está calcada uma grande cobertura midiática. A Seleção Brasileira é apresentada como vencedora, mesmo antes da competição iniciar. Mas, quando o desempenho não é o mesmo que foi prometido nas histórias das façanhas heroicas dos atletas, a desconstrução dos personagens ganha força pelo uso do estereótipo negativo. Na fundamentação teórica deste estudo foram utilizados, entre outros, os conceitos de Campbell (1990, 2005), Eliade (1989, 2006), Jung (1977), Durand (1997), Morin (1989, 1997), Ferrés (1998), DaMatta (2006), Alsina (2009), Wolton (2006), Motta (2013) e Coutinho (2012).
Abstract This dissertation has as its theme the Football World Cup in the Brazilian broadcast television. The overall objective is to investigate how the Jornal Nacional builds the narrative hero myth about Brazilian national football team’s players before the World Cup in 2014 and, from the moment that the players and the results do not inspire confidence, find what is the strategy used by television news to don’t lose their audience. The corpus of this research choose “Série Seleção”, displayed before the mega sports event, and TV reports published during the World Cup. The investigation occurred with content analysis by Bardin (2011). Based on the reports analyzed it is clear that the Jornal Nacional produces a discourse that constructs the hero before the World Cup to sell the product in which it is modeled a large media coverage. Even before the competition starts, TV news present Brazilian’s team as winner. However, when the promised performance is not the same, increases the deconstruction of the athletes using negative stereotypes. In the theoretical framework of this study were used, among others authors, the concepts of Campbell (1990, 2005), Eliade (1989, 2006), Jung (1977), Durand (1997), Morin (1989, 1997), Ferrés (1998), DaMatta (2006), Alsina (2009), Wolton (2006), Motta (2013) e Coutinho (2012).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/135490
Arquivos Descrição Formato
000989486.pdf (3.854Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.