Repositório Digital

A- A A+

Infecção por paramixovírus tipo 1 em pombos (Columba livia) no sul do Brasil

.

Infecção por paramixovírus tipo 1 em pombos (Columba livia) no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Infecção por paramixovírus tipo 1 em pombos (Columba livia) no sul do Brasil
Autor Souza, Suyene Oltramari de
Orientador Driemeier, David
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Columbiformes
Doenca de newcastle
Encefalomielite
Patologia veterinaria
[en] Columbiformes
[en] Encephalomyelitis
[en] Newcastle disease
[en] PPMV-1
Resumo A doença de Newcastle, causada por cepas patogênicas de paramixovírus aviário 1 (APMV-1), é uma doença de aves importante por causar altos índices de mortalidade e perdas econômicas. Em aves da ordem Columbiformes, vários surtos têm sido relatados ao longo de 30 anos, em diferentes partes do mundo, causados por uma cepa denominada pigeon paramyxovirus tipo 1 (PPMV-1). Este trabalho descreve um surto de mortalidade em pombos domésticos (Columba livia), provenientes de uma praça pública, no município de Porto Alegre, no Sul do Brasil, ocorrido no mês de novembro de 2014. Aves moribundas e mortas, no intervalo de cinco semanas, foram submetidas ao exame de necropsia, exame histopatológico, imuno-histoquímico anti- Newcastle, de transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase (RTPCR), exame de sequenciamento e analise filogenética. Foram acometidas aves adultas, de ambos os sexos e a mortalidade foi estimada em 80%, os sinais neurológicos apresentados foram tremores da cabeça, torcicolo, dificuldade em manter-se em estação, dificuldade de locomoção, paresia, paralisia, asas caídas e vômito. As lesões encontradas no exame macroscópico eram inespecíficas e no exame histológico do sistema nervoso central eram caracterizadas por encefalite e encefalomielite não supurativas. No rim, fígado e pâncreas foi observado infiltrado inflamatório mononuclear, que por vezes era associado à necrose. No baço, além de necrose, foi observado depleção linfoide e infiltrado de macrófagos. Das 24 aves testadas para a RTPCR, seis foram positivas para a proteína da matriz (M) e através do sequenciamento destas amostras, pode-se identificar que todas as aves foram acometidas pela mesma cepa viral. Para confirmação de que a cepa encontrada tratava-se de uma cepa virulenta, foi feita a análise por sequenciamento do sítio de clivagem da proteína F, comparando a sequência de aminoácidos encontrada, 112RRQKRF117, com outras cepas já conhecidas. Observou-se que as amostras analisadas apresentaram aminoácidos na região do sítio de clivagem da proteína F, compatíveis com cepas virulentas. De acordo com a análise filogenética, o virus foi classificado como pertencente à classe II e ao genótipo VI. Ao exame imuno-histoquimico, a marcação foi observada no cérebro, no citoplasma de astrócitos e no núcleo de neurônios; no fígado, associada ao infiltrado inflamatório no interior de macrófagos; em células epiteliais do pâncreas exócrino e no citoplasma de células epiteliais do rim.
Abstract The Newcastle disease caused by avian paramyxovirus 1 strains (APMV-1) is an important avian disease involved into high rates of mortality and economic losses. Over the last 30 years several outbreaks have been reported in the order Columbiformes in many parts of the world caused by a strain, known as pigeon paramyxovirus type 1 (PPMV-1). This paper describes a mortality outbreak in free-living pigeons (Columba livia) from a public square in a city in Southern Brazil, occurred in November 2014. Moribund or freshly dead pigeons, within five weeks interval, were submitted to necropsy, histopathological, immunohistochemical (anti-Newcastle), Reverse transcription polymerase chain reaction (RT-PCR), sequencing analisys and phylogenetic analysis. It was affected only adult free-living pigeons of both sexes, and the mortality was estimated at 80%. Neurological signs presented by the pigeons were head tremors, stiff neck, lack of balance, incoordination, paresis, paralysis, drooped wings, and vomit. Gross findings were nonspecific. Histological findings in the central nervous system were characterized by encephalitis and encephalomyelitis nonsuppurative. In the kidney, liver and pancreas was observed mononuclear inflammatory infiltrate, which sometimes was associated with necrosis. In the spleen was observed necrosis, lymphoid depletion and macrophage infiltration. Out of 24 pigeons examined by RT-PCR, 6 pigeons had positive signal for the presence of matrix (M) protein gene and by sequencing analysis it appears that the sequences were identical to each other. The complete genome sequence and the complete coding sequence of the fusion (F) gene according to the unified NDV classification system showed that isolate had cleavage site 112RRQKRF117 which is characteristic of velogenic strains. Phylogenetic analysis showed that this strain could be classified into class II and genotype VI. Immunohistochemical analysis showed that the virus antigens were detected in astrocytes and in neurons in the brain, in liver macrophages, in exocrine pancreas epithelial cells, and in kidney epithelial cells.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/135496
Arquivos Descrição Formato
000989192.pdf (2.279Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.