Repositório Digital

A- A A+

Respostas ecofisiológicas de Andropogon lateralis Nees subsp. lateralis (capim-caninha) : variação ecotípica ou plasticidade fenotípica?

.

Respostas ecofisiológicas de Andropogon lateralis Nees subsp. lateralis (capim-caninha) : variação ecotípica ou plasticidade fenotípica?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Respostas ecofisiológicas de Andropogon lateralis Nees subsp. lateralis (capim-caninha) : variação ecotípica ou plasticidade fenotípica?
Outro título Ecophysiological responses of andropogon lateralis nees Subsp. Lateralis (caninha grass) : ecotypic variation or Phenotypicplasticity?
Autor Porto, Claudia Beltrame
Orientador Rosa, Luis Mauro Gonçalves
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Andropogon lateralis
Ecofisiologia vegetal
Eldorado do Sul (RS)
Fisiologia vegetal
Morfologia vegetal
São José dos Ausentes (RS)
Resumo Plasticidade fenotípica é a capacidade de um organismo alterar sua fisiologia e/ou morfologia em decorrência de suas interações com o meio, podendo resultar em uma maior tolerância às modificações ambientais. Tendo em vista que a seleção natural age sobre o fenótipo, a plasticidade fenotípica se caracteriza como um importante mecanismo gerador de variabilidade populacional. Em populações com grande potencial plástico pode ocorrer a formação de ecótipos, gerando populações geneticamente adaptadas às condições do seu local de origem. Este estudo teve como objetivo principal verificar a ocorrência de variações fenotípicas e a formação de ecótipos em duas populações de Andropogon lateralis subsp. lateralis do Rio Grande do Sul, provenientes de duas regiões fisiográficas, Depressão Central e Campos de Cima da Serra. As plantas foram cultivadas em casa de vegetação e avaliadas quanto a seus padrões de respostas fisiológicas, morfológicas e fenológicas a três níveis de adubação nitrogenada e a dois regimes hídricos. As populações apresentaram o mesmo padrão de resposta fotossintética, mas mostraram diferentes respostas quanto a atributos morfológicos, demonstrando diferenças em sua habilidade de responder às influências ambientais. Observou-se também uma assincronia temporal na floração das populações das duas regiões. Os resultados obtidos indicam a formação de ecótipos morfológicos para a espécie e a importância da variabilidade genética nos processos adaptativos e evolutivos nas regiões fisiográficas do Rio Grande do Sul.
Abstract Phenotypic plasticity is the capacity of an organism to modify its physiology andJor morphology as the result of interaction with the environment, which may result in an enhanced tolerance to environmental variation. Phenotypic plasticity generates populational variability, since natural selection acts on the phenotype. Ecotypes may appear among populations with significant plastic potential, which will then generate populations genetically adapted to the conditions of their habitats. The main aim of the present study was to verify the occurrence of phenotypic variations and the formation of ecotypes in two populations of Andropogon lateralis subsp. lateralis in Rio Grande do Sul, originating from two physiographic regions - the Depressão Central and Campos de Cima da Serra. The plants were grown in greenhouses and evaluated from the point of view of their physiological, morphological and phenological responses, first at three levels of nitrogen availability and second, under two sets of water availability conditions. The populations presented the same standard of photosynthetic response, but gave different responses regarding morphological attributes, thereby demonstrating differences in their ability to respond to environmental influences. Asynchronism of the flowering period was also noted in the populations from the two regions. The results obtained indicate the formation of morphological ecotypes with regard to the species and underline the importance of phenotypic plasticity in the adaptive and evolutive processes in the physiographic regions of Rio Grande do Sul.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13605
Arquivos Descrição Formato
000637467.pdf (1.899Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.