Repositório Digital

A- A A+

Avaliação hemodinâmica e homogasomêtrica de cadelas submetidas à ovariohisterectomia videolaparoscópica, sob anestesia geral intravenosa contínua com propofol e fentanil, com ou sem o uso de infusão contínua de atracúrio, mediante ventilação controlada com pressão expiratória final positiva ou não.

.

Avaliação hemodinâmica e homogasomêtrica de cadelas submetidas à ovariohisterectomia videolaparoscópica, sob anestesia geral intravenosa contínua com propofol e fentanil, com ou sem o uso de infusão contínua de atracúrio, mediante ventilação controlada com pressão expiratória final positiva ou não.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação hemodinâmica e homogasomêtrica de cadelas submetidas à ovariohisterectomia videolaparoscópica, sob anestesia geral intravenosa contínua com propofol e fentanil, com ou sem o uso de infusão contínua de atracúrio, mediante ventilação controlada com pressão expiratória final positiva ou não.
Autor Muccillo, Marcelo de S.
Orientador Mello, Joao Roberto Braga de
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Anestesiologia veterinaria : Caes
Farmacologia veterinaria : Caes
Laparoscopia cirúrgica
Propofol
[en] Canine
[en] Laparoscopic surgery
[en] Ovariohysterectomy
[en] PEEP
[en] Propofol
Resumo A cirurgia laparoscópica requer a criação de um espaço de trabalho intraabdominal, através do pneumoperitônio, e para isto utiliza-se o dióxido de carbono (CO2). As alterações sistêmicas relacionadas ao sistema respiratório ocorrem pelo aumento da pressão intra-abdominal, resultando em diminuição da complacência pulmonar, atelectasia, hipercarbia e hipóxia. A insuflação de CO2 com pressões intraabdominais acima de 8 mmHg produz alterações hemodinâmicas significantes, caracterizadas por decréscimo do débito cardíaco, elevação da pressão arterial. Para que a homeostase hemodinâmica e respiratória seja mantida são necessários protocolos anestésicos adequados e métodos de ventilação mecânica como, por exemplo, a pressão expiratória final positiva final (PEEP). O presente trabalho teve por objetivo avaliar e comparar quatro protocolos anestésicos e ventilatórios distintos em cadelas submetidas à ovariohisterectomia videolaparoscópica eletiva, com uso de pneumoperitônio com CO2 e 12 mmHg de pressão intra-abdominal, sob anestesia geral total intravenosa. Para isso, 16 caninos foram distribuídos em quatro grupos: no grupo 1 (Zeepbloq) os animais receberam atracúrio (0,5 mg.kg-1), propofol (5 mg.kg-1) e fentanil (2 mcg.kg-1), todos em bolus, por via intravenosa, e seguiu-se com infusão contínua de atracúrio (0,5 mg.kg-1/hora), propofol (0,4 mg.kg-1/minuto) e fentanil (2 mcg.kg-1/hora) por bomba de infusão, e não foi realizada PEEP; no grupo 2 (Peepbloq) administrou-se o mesmo protocolo anestésico, porém realizou-se a PEEP de 10 cm de água; no grupo 3 (Zeep) os animais receberam o mesmo protocolo anestésico, com exceção bloqueador neuromuscular, e não foi realizada PEEP; no grupo 4 (PEEP) os indivíduos receberam o mesmo protocolo do grupo 3, porém realizou-se PEEP. Para o procedimento cirúrgico foi realizado pneumoperitônio de 12 mmHg com CO2 com duração variável. Foram avaliadas as seguintes variáveis: pressão arterial média, freqüência respiratória, saturação de oxigênio na hemoglobina, pressão parcial de dióxido de carbono expirado, freqüência cardíaca, eletrocardiografia e tempo do procedimento anestésico, do pneumoperitônio. Para hemogasometria foi realizada a coleta de sangue arterial, sendo obtidas variáveis de pH, pressão parcial de O2 e CO2, bicarbonato, CO2 total, excesso/déficit de bases e saturação arterial de oxigênio na hemoglobina. Não foram observados valores que representassem diferença estatística significativa entre os grupos (p<0,05). No entanto, houve diferença significativa (p<0,05) entre momentos avaliados a para pressão arterial de oxigênio, a pressão arterial média e a temperatura, independente do protocolo empregado. Ambos os protocolos empregados, anestésico e de ventilação, foram satisfatórios e, de acordo com a metodologia empregada, pode-se concluir que animais submetidos à ventilação com PEEP não apresentaram benefícios significativos quando comparados com animais ventilados com ZEEP, independente do uso ou não de bloqueador neuromuscular.
Abstract The laparoscopic surgery requires the creation of a space in the abdominal cavity through pneumoperitoneum and that using the carbon dioxide (CO2). The systemic changes related to the respiratory system occur by increased intra-abdominal pressure, resulting in decreased lung compliance, atelectasis, hypercarbia and hypoxia. The CO2 insufflation with intra-abdominal pressure over 8 mmHg produces significant hemodynamic changes, characterized by decreased cardiac output, blood pressure elevation. For the hemodynamic and respiratory homeostasis is maintained anesthetic protocols are necessary and appropriate methods of mechanical ventilation, such as the positive end-expiratory pressure (PEEP). This study aimed to evaluate and compare four different protocols anesthetics and ventilatory in female dogs submitted to ovariohysterectomy videolaparoscopic elective, with the use of pneumoperitoneum with CO2 and 12 mmHg of intra-abdominal pressure, under general anesthesia total intravenous. A total of 16 dogs were distributed into four groups: in group 1 (Zeepbloq) the animals received atracurium (0.5 mg.kg-1), propofol (5 mg.kg-1) and fentanyl (2 mcg . kg-1), all bolus, intravenously, and followed up with continuous infusion of atracurium (0.5 mg.kg-1/hour), propofol (0.4 mg.kg-1/minute) and fentanyl (2 mcg.kg-1/hour) by infusion pump, and was not held PEEP, in group 2 (Peepbloq) administered to the same protocol anesthetic, but was held on PEEP of 10 cm of water, in group 3 (Zeep) the animals received the same protocol anesthetic, except neuromuscular blocker, and was not held PEEP, and in group 4 (PEEP) individuals received the same protocol as the group 3, but was held PEEP. For the surgical procedure was performed abdominal pressure of 12 mmHg with CO2. We evaluated the following variables: mean arterial pressure, respiratory rate, oxygen saturation in hemoglobin, end tidal of carbon dioxide expired, heart rate, electrocardiography and time of the anesthetic procedure and of the pneumoperitoneum. Arterial blood was sampled for arterial blood gas analyses, and variables obtained from pH, arterial pressure of CO2 and O2, bicarbonate, CO2 total, balance of bases and arterial oxygen saturation in hemoglobin. There were no evaluate parameters that represented statistically significant difference between groups (p <0.05). However, there was a significant difference (p <0.05) between moments evaluated for the blood pressure of oxygen, the mean blood pressure and temperature, independent of protocol employee. Both protocols employees, anaesthetic and ventilation, were satisfactory and in accordance with the methodology employed, we can conclude that animals treated with ventilation PEEP did not show significant benefits when compared with animals ventilated with ZEEP, regardless of whether or not to use atracurium.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13687
Arquivos Descrição Formato
000652741.pdf (1.089Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.