Repositório Digital

A- A A+

No escurinho do cinema... sobre HIV/AIDS, gênero e sexualidade em filmes hollywoodianos

.

No escurinho do cinema... sobre HIV/AIDS, gênero e sexualidade em filmes hollywoodianos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título No escurinho do cinema... sobre HIV/AIDS, gênero e sexualidade em filmes hollywoodianos
Autor Corrêa, Anderson Rodrigues
Orientador Garbin, Elisabete Maria
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto AIDS
Cinema
Estudos culturais
Gênero
Pedagogia cultural
Sexualidade
Resumo Esta dissertação aborda, na vertente dos Estudos Culturais, as representações de HIV/AIDS, gênero e sexualidade produzidas em dois filmes hollywoodianos – Filadélfia (1993) e 24° Dia – O Prazo Final (2003). Neste trabalho indico como os filmes têm se constituído em espaços educativos que ensinam sobre uma série de aspectos, promovendo, colocando em veiculação e fixando padrões culturais de gênero e sexualidade, atuando na contemporaneidade como uma Pedagogia Cultural. Problematizo como as representações do HIV/AIDS, inicialmente atreladas à homossexualidade masculina, proporcionaram uma série de preconceitos e de marginalizações relacionadas aos gays. O presente estudo também esteve atento para a diversidade relativa às significações da doença, apontadas nas duas películas. Tais significações são concebidas tanto como construção da área Biomédica, quanto também uma doença de múltiplas representações e significações, constituídas pelo e no tecido cultural. Ao finalizar, aponto para as possibilidades de se morrer e/ou viver com o HIV/AIDS, presentes nas narrativas dos dois filmes aqui analisados.
Abstract This dissertation approaches, within the Cultural Studies discussion, the HIV/AIDS, gender, and sexuality representations shown in two Hollywood films-Philadelphia (1993) and The 24th Day (2003). In this paper, I indicate how films are becoming educational spaces that teach a series of aspects by promoting, releasing and determining cultural patterns of gender and sexuality, acting in the contemporaneity as a Cultural Pedagogy. I bring into discussion how HIV/AIDS representations, initially tied to male homosexuality, resulted in a series of prejudice and marginalization regarding gay people. The present study observed the diversity related to the disease significations revealed in both films. Such significations are conceived as a Biomedical area construction, as well as a disease of multiple representations and significations established by and in the cultural fabric. Finally, I point out to the possibilities of dying and/or living with HIV/AIDS present in the film narratives analyzed here.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13737
Arquivos Descrição Formato
000617605.pdf (1.487Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.