Repositório Digital

A- A A+

Pedagogia intergeracional numa família trabalhadora negra do Rio Grande do Sul

.

Pedagogia intergeracional numa família trabalhadora negra do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pedagogia intergeracional numa família trabalhadora negra do Rio Grande do Sul
Autor Cunha, Humberto Rocha
Orientador Fischer, Nilton Bueno
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Construção do conhecimento
Negros
Relação familiar
Relações intergeracionais
[en] Class worker
[en] Construction of knowledge
[en] Education black
[en] Family relationships
Resumo O saber operário, no caso estudado nesta tese, nasce na família, no trabalho e nas escolas profissionalizantes, reproduz-se pelas relações familiares e disseminase através dos ambientes de trabalho dos membros da família. A reprodução no seio da família não é reprodução simples, mas reprodução ampliada e sofisticada, uma vez que, de um lado, o mundo da produção tem evoluído de um mercado primordialmente de bens tangíveis para um mercado que privilegia bens intangíveis; de outro lado, os sujeitos das novas gerações não se vinculam necessariamente ao ambiente do trabalho físico ou fabril, mas diversificam suas inserções, inclusive no mundo docente e acadêmico. O caso estudado é a Família Dornelles, tomando como membro fundador Armando Dornelles e focando o pensamento e a ação de sua filha Leni Vieira Dornelles e de sua neta Amanda Eccel Dornelles, ambas pedagogas com estudos pós-graduados. As entrevistas realizadas com esses três membros da Família Dornelles permitem concluir que é possível afirmar a existência de uma pedagogia intergeracional na família, estruturada sobre cinco pilares: responsabilidade, respeito, honestidade, amorosidade e solidariedade. Adicionalmente, é possível concluir que o pensamento gerado na família operária amplia-se e dissemina-se através da ação dos seus membros nos respectivos ambientes de trabalho. Privilegia-se, para a investigação, dois membros docentes, e o que se constata é que uma das possíveis conexões pedagógicas do pensamento operário se dá pela ação docente, de pesquisa e de extensão. Os valores adquiridos na família acompanham os sujeitos em sua vida adulta e são operacionalizados e disseminados através da prática acadêmica no âmbito da Universidade e nos eventos profissionais e científicos internos ou externos à instituição onde se dá o vínculo profissional. As entrevistas permitem, também, detectar que, entre as três dimensões – operário, gaúcho, negro – o ser negro, na Família Dornelles, tem menor peso específico do que ser gaúcho ou ser operário (trabalhador). Ser gente vem primeiro, depois vem o ser operário (trabalhador), ser gaúcho, ser negro. Cada uma destas dimensões da cultura e da personalidade dos sujeitos pesquisados participa do seu condicionamento social, todavia o que os impulsiona é o sentir-se em condição de disputa com outros que nasceram privilegiados pela cor ou situação econômico-social. A condição genérica do humano é que dá consistência à formulação e vivência dos valores, subsidiada pela situação de classe, etnia e pertencimento territorial. Estudos como este, têm uma forte referência na contribuição de Boaventura Sousa Santos e Carlo Ginzburg, que, respectivamente, nos seus estudos “Conhecimento prudente para uma vida decente: Um discurso sobre as ciências revisitado” e “El queso y los gusanos”, conectam um foco a um período histórico. Santos preocupa-se em produzir, a partir da ausência, a emergência do sujeito. Ginzburb propõe um método de estudo de caso em que busca relações genéricas com totalidades, permitindo abstrair generalidades, sem com isto ter a pretensão de obter generalizações, que, supostamente, seriam válidas para outras circunstâncias, concomitantes no tempo ou no espaço de ocorrência do caso em estudo.
Abstract The workers knowledge case studied in this thesis is born in the family, in vocational schools and at work settings. It is approached by family relationships and spreads through the family members’ work environment. Its reproduction in the family range is not an easy issue but broadened and sophisticated since, on one side, the production world has grown from a primary tangible goods market to an intangible goods privilege market; on the other hand, the new generations subjects do not necessarily bind to the hand work or manufacturing environment, but diversify their inserts, including teaching and academic world. This thesis study is the Dornelles Family case, taking as the founding member Mr. Armando Dornelles and focusing his daughter Leni Vieira Dornelles and granddaughter Amanda Eccel Dornelles thinkings and actions, both post-graduate pedagogists. The interviews conducted with these three members of the Dornelles Family brings to conclude that it is possible to affirm the existence of a intergeneracional pedagogy in the family, structured on five pillars: responsibility, respect, honesty, lovelity and solidarity. Additionally, it is possible to conclude that the thoughts born in the worker family extend up and spread by the action of its members through their workplaces. Two members of the family who are teachers are special is this research. What is reached is that one of the possible pedagogical connections of the workers thoughts is given by the action teaching, research and extension. Its also found that the values acquired among the familyhood follow the subjects on their adult life and are operationalised and disseminated through the practice at the University academic ambit and at the internal or external professional events of the scientific institution they have professional bond. Interviews may, also, notice that between the three dimensions - worker, “gaúcho” and black - the being black in Dornelles Family has lower specific gravity than being “gaúcho” or worker (employee). Being people comes first, then comes being worker (employee), “gaúcho”, and black. Each of these culture and personality dimensions of the subjects participate in their social conditioning, but what drive them is the feeling that they are prepared to dispute with others privileged born by color or economic-social situation. Is the human generic condition that gives consistency to the values and living formulations, subsidised by the class status, ethnicity and territorial membership. Studies like this have a strong reference to the contribution of Boaventura Sousa Santos and Carlo Ginzburg. The studies of both authors, respectively "Conhecimento prudente para uma vida decente: Um discurso sobre as ciências revisitado" and "El queso y los gusanos", connect a focus to a historical period. Santos is concerned in producing, from the absence, the emergence of the subject. Ginzburb proposes a method of case study in seeking relations with all generic, allowing abstract generalities, without having the intention of obtaining generalizations, which, supposedly, would be valid for other circumstances, concurrent in time or area of occurrence of the event studied.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/13748
Arquivos Descrição Formato
000649075.pdf (1.423Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.