Repositório Digital

A- A A+

Utilização de carboidrases em dietas para frangos de corte

.

Utilização de carboidrases em dietas para frangos de corte

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Utilização de carboidrases em dietas para frangos de corte
Outro título Use of carboidrases in diets for broilers
Autor Ott, Rogério Piageti
Orientador Vieira, Sérgio Luiz
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Carboidrase
Farelo de soja
Frango de corte : Dieta
Produção animal
Resumo O farelo de soja praticamente não possui amido. É rico em carboidratos de baixa digestibilidade como pectinas, hemiceluloses, e oligossacarídeos. Frangos de corte recebendo dietas em base vegetariana consomem quantidades crescentes de farelo de soja em substituição aos subprodutos de origem animal. Um estudo foi conduzido com frangos de corte consumindo 10% de subprodutos de origem animal, ou então, uma dieta exclusivamente vegetariana em base de milho e farelo de soja. Ambas dietas foram formuladas com ou sem antibiótico promotor de crescimento. As dietas vegetarianas foram suplementadas com enzimas tendo como substrato objetivo carboidratos do farelo de soja. Pectinase, xilanase e α-galactosidase foram adicionadas às dietas na quantidade de 100g / Ton. As enzimas foram incluídas nas dietas sem considerar valor energético potencial. Frangos de corte de um dia de idade do cruzamento Ross X Ross 308 foram alojados em boxes de 2,3 X 1,75 m com sete repetições de 40 aves cada. Em paralelo, a digestibilidade destas dietas foi medida com frangos de corte Cobb X Cobb 500 com 28 dias de idade, individualmente alojados em gaiolas até os 35 dias com 6 repetições de cada dieta. Frangos de corte consumindo dietas com promotor de crescimento demonstraram melhoria de desempenho quando comparados com aqueles consumindo dietas livres de antibióticos. Este efeito foi similar às dietas vegetarianas. A suplementação de enzimas não melhorou o desempenho das aves. A digestibilidade das dietas contendo subprodutos de origem animal foi maior do que as dietas vegetarianas, mas não foi afetada pela inclusão de promotor de crescimento. A suplementação de enzimas não melhorou a digestibilidade das dietas; ao contrário, houve uma piora quando as três enzimas foram incluídas em conjunto. As enzimas utilizadas neste estudo não demonstraram efeito positivo sobre o desempenho das aves.
Abstract Soybean meal has practically no starch. Instead, it is rich in low digestible carbohydrates such as pectins, hemicelluloses and oligosaccharides. Broilers raised on all vegetable feeds are generally fed incresead amounts of soybean meal when compared to those on diets having animal by-products. A study was conducted with broilers fed regular diets containing 10% poultry byproduct meal (Regular) or corn-soybean meal all-vegetable diets (All-Veg). Both diets were formulated with or without growth promoter. The All-Veg antibiotic free diets were supplemented with enzymes targeting the carbohydrate fraction of soybean meal. Pectinase, xylanase and α-gactosidase were added to the feeds individually, on a two by two basis, or three altogether. One-d-old Ross X Ross 308 broiler chicks were placed in 2.3 X 1.75 m floor pens, with 7 replicates of 40 broilers per feed treatment. In parallel, diet digestibity was evaluated with Cobb X Cobb 500 28-d-old broilers, individually housed in cages up to 35 days of age, and feeding the same treatments with 6 replicates each. Broilers fed growth promoter had an improvement in live performance when compared to those fed promoter free diets, which was not extended to the yield of carcass and breast fillets. This effect was similarly observed in all-vegetable diets. Enzyme supplementation did not ameliorate any response of broilers fed the All-Veg diets. Digestibility of diets having poultry by-product was higher than the All-Veg ones, but it was not affected by the growth promoter inclusion. Enzyme supplementation did not improve feed digestibility; in fact the supplementation of three enzymes altogether led to an impaired response. Enzymes added to the feeds failed to demonstrate improvements when fed to broilers at the concentrations used in this study.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13760
Arquivos Descrição Formato
000644971.pdf (401.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.