Repositório Digital

A- A A+

As espacialidades no cinema de Cláudio Assis

.

As espacialidades no cinema de Cláudio Assis

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As espacialidades no cinema de Cláudio Assis
Autor Porto, Igor Araújo
Orientador Silva, Alexandre Rocha da
Co-orientador Cunha, João Fabricio Flores da
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto Assis, Cláudio
Cinema brasileiro
[en] Audio-visual
[en] Cinema
[en] Cláudio Assis
[en] Communication
[en] Spatialities
Resumo Esta monografia investiga como são construídos imageticamente os espaços nos três primeiros longa-metragens do diretor brasileiro Cláudio Assis, Amarelo Manga (2003), Baixio das Bestas (2006) e Febre do Rato (2012). Procura-se também entender de que maneira estes espaços qualificam temas pungentes para esta filmografia, como a violência e a abjeção e as representações do urbano e do rural. As análises dos filmes têm base no conceito de espacialidades, cunhado por Lucrécia Ferrara, e na Semiótica da Cultura, de Yuri Lotman. O estudo foca no espaço em seus aspectos de linguagem e em sua materialidade. Para operacionalizar tais análises, foram utilizadas as noções de espaço fílmico de Jacques Aumont e de montagem de Sergei Eisenstein. No trabalho, considera-se como as figurações de urbano e rural nos filmes de Assis atualizam e fazem uma crítica dessa tradição na historiografia do cinema brasileiro .
Abstract This monograph investigates how the spaces are build imageticaly in the three early films by Brazilian director Cláudio Assis, Yellow Mango (2003), Bog of Beasts (2006) and Rat Fever (2012). It also discusses the way these spaces qualify pungent themes for this filmography such as the violence, the abjection and the representation of the urban and the rural. The analyses of the films is based on the concept of spacialities, coined by Lucrécia Ferrara, and in the Semiotic of Culture from Yuri Lotman. The study focuses in the space through its materiality and language aspects. As methodological strategy, the notions of filmic space, by Jacques Aumont, and montage, by Sergei Eisenstein were also used. In this work, we consider how the figures of urban and rural in Assis, update and critique the tradition of these spaces in the historiography of Brazilian cinema.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/137781
Arquivos Descrição Formato
000988109.pdf (1.605Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.