Repositório Digital

A- A A+

O desenvolvimento motor de bebês em creches: um olhar sobre diferentes contextos

.

O desenvolvimento motor de bebês em creches: um olhar sobre diferentes contextos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O desenvolvimento motor de bebês em creches: um olhar sobre diferentes contextos
Autor Schobert, Lucila
Orientador Valentini, Nadia Cristina
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Bebê
Creche
Desenvolvimento motor
Família
[en] Babies
[en] Context
[en] Motor development
[en] Nurseries
[en] Opportunities of stimulation
Resumo O objetivo deste estudo desenvolvimental, de delineamento transversal, foi investigar a relação entre o desenvolvimento motor de bebês, que freqüentam creches, entre seis a dezoito meses, e as características ambientais das famílias e das creches de Erechim/RS. Verificou, também, o desenvolvimento motor dos bebês, o contexto familiar, as oportunidades de estimulação do comportamento motor no lar e as características do contexto e cuidados oferecidos nas creches. Os participantes foram 52 bebês, de 9 creches (4 públicas e 5 particulares). Os instrumentos avaliativos foram: a $OEHUWD ,QIDQW 0RWRU VFDOH $,06 para o desenvolvimento motor, o $IIRUGDQFHV LQ WKH +RPH (QYLURQPHQW IRU 0RWRU 'HYHORSPHQW $+(0' para o contexto familiar - geral e oportunidades de estimulação, e ficha de observação da rotina da creche para contexto e os cuidados oferecidos. A análise dos dados quantitativos utilizou a estatística descritiva e o teste de Kolmogorov-Srminov para a distribuição das variáveis, teste de correlação intraclasse para teste-reteste, correlação de Pearson para objetividade e associações. Na comparação entre grupos independentes o teste t- Student (normalidade da distribuição) e Mann Whitney (não paramétricos). Na comparação de três grupos Kruskal-Walls (grupos pequenos). Para análises bivariadas, o teste Qui quadrado de Pearson.Os dados sobre o contexto e cuidados nas creches foram agrupados e analisados descritivamente. A análise do desenvolvimento motor revelou que 50% (n=26) dos bebês participantes apresentaram desempenho motor suspeito de atraso ou atrasado. A investigação de fatores correlacionados mostrou que a renda familiar e o gênero não influenciaram o desempenho dos bebês. A escolaridade paterna indicou correlação com o desempenho motor dos bebês. As oportunidades de estimulação do comportamento motor no lar, foram suficientes em 80,8% (n=42) das casas. A relação entre contexto familiar e desempenho motor indicou que bebês cujas famílias possuíam oportunidades de estimulação suficientes apresentavam melhor desempenho motor. Quanto às creches detectou-se que bebês das particulares tenderam a apresentar melhor desempenho motor que os das creches públicas. E que a proporção de bebês com desempenho suspeito ou atraso detectado é superior nas creches públicas. O tempo que o bebê freqüenta a creche não influenciou o desempenho motor. O contexto e os cuidados incluem profissionais com formação em educação.A proporção cuidador/bebê não é adequada e gera sobrecarga de trabalho e pouca atenção individualizada. A oferta, disponibilidade de brinquedos, oportunidades de brincar e as instalações podem ser melhoradas. A ênfase dos cuidados inclui aspectos pedagógicos parcialmente. As necessidades essenciais são atendidas, mas sugere-se que sejam oportunizadas experiências, interações e práticas para o desenvolvimento dos bebês.
Abstract The aim of this developing study, of transversal sketch, was investigate the relation between development of babies that attend to nurseries, between six and eighteen months, and the environmental characteristic of the families and the nurseries in the city of Erechim/RS. It was also verified, the babies’ motor development, the familiar structure, the opportunities of stimulation of motor behavior at home and the characteristics of the structure and the cares offered at the nurseries. The participants were 52 babies, from 9 nurseries (4 public and 5 private). The testing instruments were: the $OEHUWD ,QIDQW PRWRU VFDOH $,06 to motor development, $IIRUGDQFHV LQ WKH KRPH (QYLURQPHQW IRU PRWRU GHYHORSPHQW $+(0' to familiar structure – general opportunities of stimulation, and a daily observation form of the nursery to the context and offered cares. The analysis of quantitative data used the descriptive statistics and the test of Kolmogorov-Srminov to the distribution of the variables, test of intraclass correlation to test-retest, correlation of Pearson to objectivity and associations. At the comparison between independent groups the t-Student test (normality of distribution) and Mann Whitney (non-parametric). At the comparison of three Kruskall-Walls groups (small groups). To bivariable the qui square test of Pearson. The data about the context and cares of nurseries of gathered in groups and analyzed in a descriptive way. The analysis of motor development exposed that 50% (n=26) of the participant babies showed suspitions of delay or delay. The investigations of the factors correlated showed that the familiar income and the genre didn’t influence the babies’ performance. The paternal scholar level indicated correlation to the babies’ motor performance. The opportunity of motor behavior at home, were enough in 80,8% (n=42) of homes. The relation between the familiar context and motor development indicated that babies whose families had opportunities of enough stimulations showed better motor performance. Referring to the nurseries it was detected that the babies of private ones tended to show batter modern performance than those of public ones. The rate with suspect or backward detected performance is higher of the public nurseries. The time that the baby attends to the nursery didn’t influence the motor performance. The context end the cares include professional with graduation in education. The proportion caretaker-baby isn’t adequate and generate overload of work and little individualized attention. The offer, disponibility of toys, opportunities of playing and the installments can be improved. The emphasis of cares include pedagogical aspects in a biased way. The essential needs are considered, but it is recommended that be opportunized experiences, interactions and practice to the development of the baby.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13809
Arquivos Descrição Formato
000655494.pdf (4.151Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.