Repositório Digital

A- A A+

Dimensionamento hidráulico de pontes : estudo para a ponte passo dos buracos

.

Dimensionamento hidráulico de pontes : estudo para a ponte passo dos buracos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dimensionamento hidráulico de pontes : estudo para a ponte passo dos buracos
Autor Schwanck, Vinícius Machado
Orientador Marques, Marcelo Giulian
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Pontes são estruturas projetadas com a finalidade de conectar duas extremidades de um vão em que escoa livremente água e são na engenharia parte do grupo das obras-de-arte. Elas viabilizam a passagem de tráfego, veículos ou pessoas entre as duas extremidades e podem ser construídas de aço, concreto ou até mesmo de madeira. Com o intuito de aprimorar o conhecimento indispensável ao engenheiro que pretende projetá-las, foi realizado neste trabalho a descrição de alguns dos critérios e métodos adotados para o dimensionamento hidráulico de pontes assim como uma aplicação prática desse dimensionamento na Ponte Passo dos Buracos, com o objetivo principal de determinar as distâncias verticais entre a face inferior da superestrutura da ponte e os níveis d’água máximos prováveis do escoamento sob ela, para as vazões de projeto do Arroio Tipiaia com tempo de recorrência de 50 e 100 anos. Foram abordados os princípios e fundamentos relacionados às estruturas de pontes, apresentados os critérios e métodos comumente adotados na determinação da vazão de projeto necessária ao dimensionamento hidráulico de pontes assim como os conceitos fundamentais e os critérios e métodos comumente adotados nesse dimensionamento. Para a realização do dimensionamento hidráulico da Ponte Passo dos Buracos, foram obtidos do DNIT os dados topográficos e as vazões de projeto com tempo de recorrência de 50 e 100 anos para o Arroio Tipiaia e, a partir desses dados, aplicados o Método do DNIT, o Método do USGS e o Método de Yarnell para determinar os níveis d’água máximos prováveis do escoamento e as distâncias verticais entre a face inferior da superestrutura da ponte e esses níveis. Analisando os valores calculados, constatou-se que os valores obtidos através do Método do USGS foram os maiores dentre todos, seguidos por aqueles obtidos pelo Método de Yarnell e depois pelos do Método do DNIT. Para ambas as vazões estudadas, o nível d’água máximo provável obtido estava numa cota superior a face inferior da superestrutura da ponte, ou seja, não haveria uma folga entre a ponte e esse nível do escoamento, resultando assim numa folga negativa de -0,94 metros para a vazão de 100 anos e de -0,60 metros para a de 50 anos. Assim sendo, seria recomendável com esses resultados que a Ponte Passo dos Buracos fosse içada ou macaqueada em aproximadamente 2,00 metros, cumprindo assim o requisito da folga mínima de 1,0 metro para ambas as vazões de projeto estudadas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/138328
Arquivos Descrição Formato
000989631.pdf (4.372Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.