Repositório Digital

A- A A+

Rodovia BR/290/RS (Free Way) : análise de desempenho do tráfego sob influência de fenômenos meteorológicos

.

Rodovia BR/290/RS (Free Way) : análise de desempenho do tráfego sob influência de fenômenos meteorológicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rodovia BR/290/RS (Free Way) : análise de desempenho do tráfego sob influência de fenômenos meteorológicos
Autor Favero, Deise Elise Guerra
Orientador Cybis, Helena Beatriz Bettella
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A dinâmica de um sistema de transportes está relacionada com a forma como a sua estrutura física e seus usuários interagem. A exemplo, ao passo que a demanda por transportes aumenta, é necessário que o sistema se adeque de forma a absorver esse acréscimo de usuários e manter um determinado nível de qualidade no serviço oferecido. Contudo, fatores externos ao sistema, como condições meteorológicas adversas, podem interferir nessa dinâmica e acarretar em perdas de velocidades e diminuição na capacidade da via, alterando o comportamento e desempenho operacional da corrente de tráfego. Partindo-se dessa ideia, o presente trabalho buscou analisar os impactos da incidência de chuva e neblina na corrente de tráfego do km 96 da BR/290/RS, e compará-los a resultados obtidos e descritos em estudos já realizados. Para tanto, dados que dizem respeito à velocidade e fluxo do tráfego do km-96 da BR/290/RS foram associados a dados da meteorologia correspondente ao mesmo intervalo de tempo. As curvas fluxo-velocidade foram traçadas de forma a obter-se o comportamento da corrente de tráfego nos intervalos de tempo bom, intervalos com incidência de chuva leve a moderada, chuva forte e intervalos com incidência de neblina, e a análise do comportamento da velocidade média dos veículos e da oscilação na capacidade da via em cada cenário foi feita tanto para a condição de fluxo livre quanto para a condição de congestionamento. Observou-se que, tanto com incidência de chuva leve a moderada quanto com incidência de chuva forte, as quedas da velocidade média foram mais expressivas na condição de congestionamento, chegando a 8% no cenário de chuva leve a moderada e 25,4% no de chuva forte. Em contrapartida, sob influência de neblina a queda da velocidade média observada na condição de fluxo livre foi de 6,25%, enquanto na condição de congestionamento a queda chegou a apenas 1%. No que diz respeito às oscilações na capacidade da via, observou-se uma queda expressiva de 30% sob condições de chuva forte. Ademais, os resultados encontrados corroboram a ideia de que condições meteorológicas adversas interferem no desempenho operacional do fluxo de veículos. A modelagem do comportamento da corrente de tráfego nessas situações pode ser de grande valia para estratégias do gerenciamento de tráfego, auxiliando em tomadas de decisões e soluções para a diminuição de congestionamentos, geração de filas e aumento dos tempos de viagem.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/138333
Arquivos Descrição Formato
000989162.pdf (3.582Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.