Repositório Digital

A- A A+

Achados patológicos e imonuistoquímicos de cães infectados pelo vírus da cinomise canina.

.

Achados patológicos e imonuistoquímicos de cães infectados pelo vírus da cinomise canina.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Achados patológicos e imonuistoquímicos de cães infectados pelo vírus da cinomise canina.
Autor Sonne, Luciana
Orientador Carissimi, Andre Silva
Co-orientador Driemeier, David
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Imunohistoquimica : Virus
Patologia veterinaria : Caes
Vírus da cinomose canina
[en] Canine distemper
[en] Dogs
[en] Immunohistochemistry
Resumo A cinomose canina é uma doença viral e afeta principalmente os sistemas respiratório, gastrintestinal e nervoso. O presente trabalho analisou 54 cães com cinomose de um total de 760 cães necropsiados no período de julho de 2006 a outubro de 2007. As lesões macroscópicas observadas eram caracterizadas por secreção ocular e nasal mucopurulentas, hiperqueratose dos coxins digitais, pulmões de coloração avermelhada e não colabados, atrofia do timo, conteúdo intestinal diarréico e evidenciação das placas de Peyer. Os achados microscópicos caracterizavam-se principalmente por pneumonia intersticial, rarefação linfóide, desmielinização da substância branca, manguitos perivasculares e corpúsculos de inclusão viral na mucosa do estômago, epitélios da bexiga, brônquios e bronquíolos, pelve renal, coxins digitais, pálpebra e orelha, no sistema nervoso central (principalmente em astrócitos) e em células mononucleares dos linfonodos, baço e tonsilas. O teste de imunoistoquímica foi positivo em 94,4% dos casos analisados. Os tecidos foram marcados pela técnica imunoistoquímica utilizando o anticorpo monoclonal anti-cinomose canina (VMRD) na diluição de 1:400. O coxim digital se apresentou como o órgão com o maior número de casos marcados positivamente (67,4%), seguido pelo estômago com 62,7%. A utilização da imunoistoquímica auxiliou na identificação do antígeno viral em diferentes tecidos e foi importante como diagnóstico complementar da cinomose canina.
Abstract Canine distemper is a viral disease that affects mainly, respiratory, gastrointestinal and nervous system. The present study analyzed 54 dogs with canine distemper from total of 760 necropsies done in dogs between July 2006 to October 2007. The macroscopic lesion were characterized by mucopurulent oculonasal discharge, hyperkeratosis of footpads, red and not collapsed lungs, thymic atrophy, watery intestinal, hyperemia and Peyer’s patches enlarged. The microscopic findings were characterized by interstitial pneumonia, lymphoid depletion, white matter demylization, perivascular cuffs and viral inclusion bodies located in stomach mucosa, bladder, bronchial, renal pelvis, footpads, eyelid, skin of the ear epithelium, central nervosus system (mainly in astrocytes) and mononuclear infiltrates in lymph nodes, spleen, and tonsils. The immunohistochemistry test was positive in 94,4% of analyzed cases. Tissues were strained by an immunohistochemical procedure with mouse monoclonal anti-cinomose (VMRD) diluted 1:400. The footpads was the best tissue with majority of positive marked cases (67,4%), followed by stomach with 62,7%. This observation suggests that the immunohistochemistry technique aided to identify distemper virus antigens in different tissue making it an important test for complementary diagnostic of canine distemper.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13843
Arquivos Descrição Formato
000654273.pdf (1.093Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.