Repositório Digital

A- A A+

Verificação da relação entre o teor de capsaicina e dihidrocapsaicina e a pungência em pimentas do gênero capsicum

.

Verificação da relação entre o teor de capsaicina e dihidrocapsaicina e a pungência em pimentas do gênero capsicum

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Verificação da relação entre o teor de capsaicina e dihidrocapsaicina e a pungência em pimentas do gênero capsicum
Autor Rodrigues, Letícia Melo
Orientador Pizzolato, Tania Mara
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química: Bacharelado.
Assunto Alcalóides
Capsaicina
Capsaicinóides
Pimenta
Resumo A capsaicina e a dihidrocapsaicina são os principais capsaicinóides que conferem pungência às pimentas do gênero Capsicum possuindo inúmeras variedades. O teor de capsaicinóides é o principal critério para a avaliação da qualidade das diversas variedades do fruto. Dos catorze capsaicinóides já encontrados, os de maior ocorrência nos frutos são a capsaicina e dihidrocapsaicina, sendo a capsaicina o componente predominante (cerca de 70%) seguido da dihidrocapsaicina (cerca de 20%), motivo da importância da otimização de métodos de extração e análise que qualifiquem e quantifiquem esses compostos. A grande maioria dos métodos encontrados na literatura que utilizam a técnica de cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massas com o objetivo de qualificar e/ou quantificar os capsaicinóides aplicam extrações que dispendem de muito tempo para ocorrer e/ou necessitam de um grande volume de solventes. O presente trabalho divide-se em duas etapas: comparar a eficiência de extração por soxhlet, baseando-se em dados da literatura, com o método de extração por ultrassom visando significativa redução da massa de amostra necessária, tempo de extração, volume de solvente e consequentemente os custos envolvidos na extração dos capsaicinóides, bem como verificar a relação de pungência dos frutos com a concentração de capsaicina e dihidrocapsaicina presentes através da comparação por metodologias sensoriais existentes. Após a retirada dos analitos de interesse dos frutos através das duas técnicas de extração anteriormente mencionadas, o extrato foi analisado pela técnica de cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massas. Constatou-se que é possível obter a mesma quantidade de capsaicinóides pela técnica de extração assistida por ultrassom quando comparado à técnica de extração por Soxhlet e que existe uma relação diretamente proporcional entre a ardência característica dos frutos com o teor de capsaicina.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/139064
Arquivos Descrição Formato
000987636.pdf (1.156Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.