Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento de modelos moleculares para o ensino de química orgânica a partir de material reciclado

.

Desenvolvimento de modelos moleculares para o ensino de química orgânica a partir de material reciclado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento de modelos moleculares para o ensino de química orgânica a partir de material reciclado
Autor Scheibel, Jóice Maria
Orientador Soares, Rosane Michele Duarte
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química Industrial.
Assunto Ensino de quimica
Material reciclado
Modelos moleculares
Polipropileno
Resumo Neste trabalho foi proposto o desenvolvimento de modelos moleculares para auxiliar no ensino de química orgânica a partir de material reciclado, visando diminuir o impacto ambiental, bem como contribuir para um projeto sustentável e viável economicamente. Primeiramente foram escolhidos o Polipropileno (PP) e o Poliestireno (PS) para serem utilizados pós-consumo, pois são polímeros de fácil obtenção e ainda, possuem possibilidade de serem obtidos em diferentes colorações. Desta forma, não há necessidade de adição de pigmento, além disso, apresentam boa processabilidade. Para fins de caracterização, foram estudadas as propriedades térmicas dos materiais reciclados a partir da Análise Termogravimétrica (TGA) e pela Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC). As propriedades mecânicas através do Ensaio de tração. As análises termogravimétricas realizadas para os materiais reciclados apresentaram a T10%, T50% e a Tfinal muito próximas dos valores encontrados na literatura. Já a Tinicial dos polímeros tiveram variação significativa apenas para a amostra de PS reciclado, quando comparado com os valores teóricos. Em relação ao DSC, foi possível visualizar para PP reciclado apenas o processo de fusão e cristalização. O PS reciclado apresenta somente a temperatura de transição vítrea. Com o Ensaio de Tração percebeu-se que, mesmo as amostras não possuindo geometrias iguais, os resultados foram satisfatórios, ou seja, PP e PS reciclados apresentaram boas propriedades mecânicas quando comparados com os polímeros virgens. A partir destas análises concluiu-se que os materiais reciclados apresentam potencial para serem utilizados na elaboração de modelos moleculares. O processo em escala industrial para o desenvolvimento do modelo molecular possui viabilidade técnica, devido especialmente à simplicidade do processo e sustentabilidade econômica. Além disso, o custo de matéria-prima foi significativamente reduzido devido à utilização de PP e PS reciclados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/139074
Arquivos Descrição Formato
000987866.pdf (1.289Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.