Repositório Digital

A- A A+

Nível "A" de eficiência energética segundo critérios do RTQ-R : análise e proposição de alterações em uma edificação residencial multifamiliar em Porto Alegre

.

Nível "A" de eficiência energética segundo critérios do RTQ-R : análise e proposição de alterações em uma edificação residencial multifamiliar em Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nível "A" de eficiência energética segundo critérios do RTQ-R : análise e proposição de alterações em uma edificação residencial multifamiliar em Porto Alegre
Outro título Nível "A" de eficiência energética segundo critérios do Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais : análise e proposição de alterações em uma edificação residencial multifamiliar em Porto Alegre
Autor Langhanz, Klinsmann
Orientador Bonin, Luis Carlos
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Tendo em vista que as edificações de Porto Alegre-RS, de modo geral, não são projetadas visando o uso de estratégias passivas de ganho de energia, o presente trabalho tem por objetivo a aplicação da metodologia de cálculo do Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais (RTQ-R) em uma edificação residencial multifamiliar. Este regulamento faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações (PBE Edifica) e visa classificar as edificações entre os níveis “E”, menos eficiente, e “A”, mais eficiente, referente ao seu consumo de energia. Aplicando a metodologia no projeto original foi verificada a obtenção do nível “C” de eficiência energética, sendo o objetivo a proposição de alterações no projeto original, visando receber a classificação nível “A”. Ao analisar os pontos críticos da edificação foi percebido que seu maior problema era o não atendimento aos pré-requisitos presentes no método, o que acabava por limitar o desempenho da edificação. As duas primeiras alterações foram relativas ao sistema de aquecimento de água. A edificação, que inicialmente entregava as unidades somente com as esperas das tubulações, deveria entregar já instalados os aquecedores de água, aliado a isso foi feita a especificação de aquecedores nível “A” que comportassem as vazões projetadas. A terceira alteração proposta foi a adequação dos tamanhos das esquadrias para o atendimento dos pré-requisitos relativos à iluminação natural e ventilação natural. A quarta alteração foi na absortância (coloração do pigmento) da pintura aplicada no reboco das paredes externas. Por fim, a quinta alteração foi a especificação de esquadrias com venezianas nos ambientes de Estar/Jantar, o que possibilitaria o controle da iluminação do ambiente. Com estas alterações a edificação estaria apta a receber a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) de Projeto nível “A. Embora o método possua alguns aspectos que possam ser melhor apresentados e se precise de um melhor embasamento teórico do corpo para o tratamento do assunto, ele se mostra promissor, devido ao fato do consumidor já estar acostumado com o padrão de etiquetas gerado e por estimular o pensamento sustentável.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/139093
Arquivos Descrição Formato
000989347.pdf (8.525Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.