Repositório Digital

A- A A+

Fatores prognosticos no carcinoma bronquico nao de pequenas celulas estadio iii tratado com radioterapia exclusiva

.

Fatores prognosticos no carcinoma bronquico nao de pequenas celulas estadio iii tratado com radioterapia exclusiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores prognosticos no carcinoma bronquico nao de pequenas celulas estadio iii tratado com radioterapia exclusiva
Autor Ferreira, Paulo Renato Figueiredo
Orientador Fleck, James Freitas
Data 1995
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Clínica Médica.
Assunto Carcinoma broncogênico
Neoplasias brônquicas
Prognóstico
Radioterapia
Resumo A radioterapia de fracionamento convencional (6000 cGy/6 semanas) oferece pequena chance de cura para os pacientes com diagnóstico de carcinoma brônquico não de pequenas células estádio m (localmente avançado). Recentemente, vários protocolos de pesquisa passaram a testar radioterapia com fracionamento alterado de dose e novas associações terapêuticas COIll o objetivo de tentar melhorar este resultado. Porém, como a radioterapia de fracionamento convencional ainda é a modalidade mais utilizada, toma-se importante conhecer com mais profundidade os fatores prognósticos nesse grupo de pacientes para uma adequada comparação dos resultados com as deIllais fonnas de tratamento. Com o objetivo de avaliar a expressão clínica, o comportamento quando submetido a radioterapia e os eventuais fatores prognósticos do carcinoma brônquico não de pequenas células estádio III, foram admitidos prospectivamente 43 pacientes inicialmente encaminhados para radioterapia exclusiva no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do RGS, em POlio Alegre, no período de abril de 1991 a maio de 1994. O tratamento foi realizado com feixe de fótons de megavoltagem (Acelerador Linear de 8 MeV e Tele Cobalto6o ) na dose lnínitna de 6000 cGy enl 6 selnanas (30 sessões). Foram estudados 39 homens e 4 luulheres com idade mediana de 67,0 anos. O carcinoma epidenllóide foi o lualS freqüente (81,40/0), seguido do adenocarcinolua (14,0%) e carcinoma indiferenciado de grandes células (4,70/0). O diâmetro mediano do tumor foi de 6,7 em, havendo uma localização preferencial no lobo superior direito (46,5%). Cerca de 80% dos pacientes apresentaram peiformance status (Zubrod) de 1 ou 2. Em 76,7% deles a taxa de hemoglobina foi superior a 12g/100 m1. O estádio III A contou com 48,90/0 e o III B com 51,10/0. Ao final de 18 lueses, 850/0 dos pacientes estavalU mOlios. A sobrevida mediana foi de 13,0 meses. Doze fatores clínicos foram estudados por análise univariada (sexo, idade, tipo histológico, localização do tumor primário, maior diâmetro do tumor, peiformance status, hemoglobinemia, estádio clínico, características relacionadas aos fatores T3 e T4, metástases linfáticas, significado do fator N2 em relação ao tamanho do tumor e resposta ao tratamento) As correlações mais relevantes foram com a invasão da parede torácica (p=0,04) e o grau de resposta à radioterapia (p=O,OOO 1). A presença de invasão de grandes vasos mediastinais e estádio 111 B também influenciaram significativamente a sobrevida; porém, a validação destes resultados pode ainda requerer estudos com maior número de pacientes. Não foi possível demonstrar que determinados fatores anatôlnicos, tais como a presença e localização de metástases linfáticas, e níveis de invasividade do tumor primário, exerçam influência prognóstica. Os delnais resultados apresentados, com poucas exceções, são similares aos de outros trabalhos da literatura estrangeira sobre o carcinoma brônquico não de pequenas células estádio III tratado com radioterapia exclusiva.
Abstract Novel combined treatments as well as radiation therapy with altered fractionation have been designed in the last recent years ailning an improvement of the poor results achieved by the current treatment of stage III non-small cell lung cancer. Since irradiation alone with conventional fractionation (6000 cGy/6 weeks) continues to be the most utilized treatment, it is important to know in detail the prognostic factors involved in this subgroup of patients for a better comparison of the results. The clinicaI expression, the behavior when treated by radiation therapy and the eventual prognostic factors of stage fi non-small cell lung cancer were prospectively studied in 43 selected patients referred for treatment to the Hospital Sao Lucas da Pontificia Universidade Catolica do RGS, in Porto Alegre, Brazil, between April, 1991 and May, 1994. The treatment was delivered with photons of megavoltage units (8 MeV Linear Accelerator and Cobalt60 ) with minimal tumor dose of 6000 cGy in 6 weeks (30 fractions). Thirty nine patients were Inale and 4 were female. The Inedian age was 69,5 years. Epidermoid carcinoma was the lnost frequent histological type (81.4010), follo\ved by adenocarcinoIna (14.0%) and undifferentiated large cell carcinoma (4.7%). Upper right lobe accounted to be the most frequent site involved by the primary tumor (46.50/0). The median dialneter of the lesions was 6.7 cm. About 80% of the patients had Zubrod's peiformance status of I and 11. In 76.70/0 of the patients the median rate of hemoglobin was upper than 12g/100 ml. Stage 111 A was ascertained in 48.9% of the patients and III B, in 51.1 %. At the end of 18 months of follow up 85% of the patients had died and no one survived 30 months. The median survival was 13.0 months. From twelve clinicaI factors studied (sex, age, histological type, tumor location, major diameter, performance status, hemoglobin, clinicaI stage, characteristics related to T3 and T4 tumors, lymphatic metastasis, significance of N2 factor related to the size of the tumor, and response to treatment), the most reIevant were thoracic wall invasion (p=0.04) and response to radiation therapy (p=0.0001). The presence of great mediastinal vessels invasion and stage III B also significant1y influenced survival, but further studies with larger number of patients may be required for validating these findings. It was not possible to demonstrate that detennined anatomical factors - such as the presence and location of lymphatic metastasis and leveI of tumor invasiveness - have some influence on the prognosis. The relnaining results presented, with few exceptions, are similar to the data of other series reported in the literature on stage 111 non-slnall cell lung cancer treated with radiotherapy alone.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/139172
Arquivos Descrição Formato
000149569.pdf (6.974Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.