Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes no Brasil : revisão sistemática com metanálise de estudos observacionais de base populacional versus escolar

.

Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes no Brasil : revisão sistemática com metanálise de estudos observacionais de base populacional versus escolar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes no Brasil : revisão sistemática com metanálise de estudos observacionais de base populacional versus escolar
Outro título Systematic Review with Meta-analysis of Population-based versus School-based Studies of overweight and obesity prevalence among adolescents from Brazil
Autor Paim, Betina Soldateli
Orientador Fuchs, Sandra Cristina Pereira Costa
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Adolescente
Metanálise
Obesidade
Revisão
Sobrepeso
[en] Adolescent
[en] Meta-analysis
[en] Obesity
[en] Overweight
[en] Systematic Review
Resumo Introdução A prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes brasileiros tem sido investigada em diferentes regiões e períodos do tempo. Estudos observacionais de base escolar apresentam baixo custo e são facilmente conduzidos, comparativamente a estudos de base populacional, que requerem maior custo e tempo. Objetivos Comparar medidas sumárias de prevalências de sobrepeso e obesidade no Brasil, obtidas em metanálise de estudos observacionais de bases escolar e populacional, realizados em amostras aleatórias. Métodos Bases de dados Medline, Embase, Lilacs, IBECS, Scielo, Adolec e Banco de Teses da Capes foram revisadas sistematicamente, buscando-se estudos de prevalência de sobrepeso e obesidade realizados no Brasil, em adolescentes, com 10 a 19 anos, entre 1990 e 2010. Estudos de prevalência, transversal ou de coorte, publicados em revistas com “peer review” e na literatura “cinza”, foram identificados por dois revisores independentemente, a partir de título e resumo, e, após comparação, um terceiro decidiu discordâncias. Dados foram extraídos por dois pesquisadores independentes utilizando protocolo padronizado, discordâncias decididas por consenso ou árbitro. A classificação de sobrepeso, obesidade e/ou excesso de peso foi definida pelos critérios utilizados em cada estudo. A análise dos dados utilizou modelo aleatório, realizada no Software 6 Comprehensive Meta-Analysis 2.0®. Resultados Entre 1939 artigos elegíveis, 138 preencheram os critérios de inclusão, 58 foram excluídos, sendo 30 exclusões pelo motivo de dados em duplicata, 17 por não utilizarem amostras aleatórias populacionais ou escolares representativas e 11 por não apresentarem os dados requeridos no protocolo da metanálise. Vinte e cinco estudos foram considerados perdas por não apresentarem a prevalência de obesidade em adolescentes, após três tentativas de contato com os autores. Dos 55 estudos incluídos na metanálise, 14 eram estudos observacionais com amostras de base populacional e 41 de base escolar. A prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes encontrada em estudos de base populacional foi 16,7% (95% CI: 13,2-20,8) e 5,5% (95% CI: 4,2-7,1) e nos de base escolar foi 11,9% (95% CI: 10,3-13,3) e 5,1% (95% CI: 4,3-6,0), respectivamente. A heterogeneidade encontrada nos estudos de base populacional foi Q=8,17 (P < 0,001) para sobrepeso e Q=5,88 (P < 0,001) para obesidade, enquanto nos de base escolar foi Q=30,6 (P < 0,001) e Q=33,6 (P < 0,001), respectivamente. Apesar dos estudos com amostras de base escolar mostrarem maior inconsistência dos resultados quando comparados com os estudos de amostra de base populacional (I²=7,74 vs. 0), esses valores não são considerados altos. Conclusão Estudos com amostras de adolescentes de base populacional e escolar apresentam estimativas pontuais similares de prevalência de obesidade, porém apresentam diferenças nas prevalências pontuais de sobrepeso.
Abstract Introduction In Brazil, overweight and obesity prevalence in adolescents has been investigated in different regions and periods of time. Studies of school-based samples have low cost and are easily conducted, being widely used. Otherwise, population-based studies require greatest investments, more time and researches, besides high complexity to minimize bias. Objective To undertake meta-analysis of observational studies conducted in Brazilian adolescents to calculate pooled estimates for overweight and obesity prevalence for school-based versus population-based samplings. Methods Data sources included Medline, Embase, Bireme, and CAPES-Thesis database searching for articles and grey literature about overweight and obesity prevalence in adolescents aged 10 to 19 years, from studies conducted in Brazil from 1990 to 2010. Studies were systematically reviewed, with no language restriction, and independently extracted by two investigators using a standardized protocol. Overweight, obesity and/or overweight plus obesity were defined according to the criteria used in each study. Data analysis was performed by Comprehensive Meta-Analysis 2.0®, using random effect model. Results Among 1939 articles reviewed, 138 met the inclusion criteria, 58 were excluded, and 25 were not retrieved after three attempts to contact authors. Among 55 studies included in meta-analysis 14 were population-based and 41 school-based samples. Overweight and obesity prevalence in population-based studies was 16.7% (95% CI: 13.2-20.8) and 5.5% (95% CI: 4.2-7.1) and in school-based studies it was 11.9% (95% CI: 10.3-13.3) and 5.1% (95%CI: 4.3-6.0), respectively. The heterogeneity founded in population-based studies was Q = 8.17 (P < 0.001) for overweight and Q = 5.88 (P < 0.001) for obesity, while in school-based studies it was Q=30.6 (P < 0.001) and Q=33.6 (P < 0.001), respectively. Although school-based studies showed higher inconsistency measure in the results compared with population-based samples studies (I²=7,74 vs. 0), these values are not considered high. Conclusion School-based studies as well population-based studies conducted in adolescents provide similar point estimate of obesity prevalence, but there is a difference for point prevalence of overweight.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/139204
Arquivos Descrição Formato
000787511.pdf (586.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.