Repositório Digital

A- A A+

Endoscopia respiratoria rigida : consideracao sobre 356 exames realizados em criancas

.

Endoscopia respiratoria rigida : consideracao sobre 356 exames realizados em criancas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Endoscopia respiratoria rigida : consideracao sobre 356 exames realizados em criancas
Autor Fraga, José Carlos Soares de
Orientador Palombini, Bruno Carlos
Data 1993
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Clínica Médica.
Assunto Corpos estranhos : Patologia
Doenças respiratórias : Diagnóstico
Endoscopia respiratória
Obstrução das vias respiratórias : Crianca
Pneumologia pediátrica
Resumo Foram estudadas 356 endoscopias respiratórias realizadas em crianças no Hospital da Criança Santo Antônio de Porto Alegre, no período de março 1989 a março de 1992. Os exames endoscópicos foram realizados sob anestesia geral, usando o endoscópio rígido pediátrico. Das crianças examinadas, observou-se predominância do sexo masculino (56%); mais da metade tinha menos de seis meses de idade no momento da endoscopia, tendo sido observada as..~ociação significativa entre esta 1:1ixa et.:iria e a presença de anormalidade na via aérea. As indicações mais freqüentes de endoscopia foram estridor (52%), suspeita de corpo estranho (16% ), atclectasia (16%) c dificuldade de extubação traqucal (8%). Os diagnósticos mais comuns foram laringomalacia (36%) c estcnose subglótica ( 6%) nas regiões glótica e subglótica, e corpo estranho (9%) e traqueomalacia (7%) na região traqueobrônquica. Em 54 crianças (21%) não foi encontrada nenhuma anormalidade da via aérea. A laringomalacia representou 60% dos diagnósticos observados nas regiões glótica e subglótica. A.;; manifestações clínicas que tiveram associação significativa com este diagnóstico foram cstridor (98% ), engasgo alimentar (lO%) e cianose aos esforços (lO%). Em somente 11% dos pacientes com laringomalacia foi necessária intervenção cirúrgica, tendo sido realizada a laringoplastia cndoscópka. Em 30% destes pacientes operados não houve melhora, tendo sido necessária a reali?.ação de traqucostomia. O corpo estranho na via aérea foi mais freqüente em crianças de um a três anos de idade. A história sugestiva de aspiração estava presente em 77% destes pacientes, e os achados clíniéos associados significativamente com este diagnóstico foram diminuição unilateral do murmúrio vesicular e sibilância localizada. Somente um exame radiológico de tórax foi normal; as alterações observadas nos demais indicaram que a atelectasia e a hiperinsutlação localizada estiveram significativamente associadas à presença de corpo estranho na via aérea. Todos os materiais estranhos foram retirados através da endoscopia; o mais comum deles foi o grão de amendoim. A traqueomalacia foi diagnosticada principalmente em crianças com idade inferior a seis meses (19lfrJ), que apresentavam estridor (84l7(;,), tosse (21 %) c sibilância (16%). Houve uma associação significativa deste diagnóstico com outras doenças, principalmente aquelas do aparelho respiratório (laringomalacia e broncomalacia). Somente em três pacientes (16%) foi necessário algum procedimento cirúrgico, tendo-se optado pela traqueostomia. A história de intubação anterior ao exame endoscópico foi observada em 21% das crianças estudadas. Destas, a complicação mais freqüentemente observada após a intubação foi a estcnose da região subglótica. As crianças com este diagnóstico apresentavam estridor (60%)), que surgia logo após ou mesmo depois de vários meses da extubação. O único fator prcdisponcnte à complicação de intubação traqucal que esteve associado à estenose subglótica foi o número de intubaçõcs: crianças submetidas a duas ou mais intubações mostraram associação significativa com o diagnóstico de estenose subglótica. O tratamento destas crianças foi realizado com dilatação endoscópica em 14 (93%) e cirurgia aberta em um (7% ). Durante o período deste estudo, foram observadas apenas três complicações leves da endoscopia respiratória: dois pacientes apresentaram bradicardia durante o exame, e um necessitou intubação traqueal devido a edema subglótico pós-endoscópico. Isto ratifica o conceito de que a endoscopia rcspiratóría rígida em crianças é eficaz c isenta de complicações graves.
Abstract Three hundred and fifly-six rcspiratory cndoscopies wcrc madc in children at Santo Antonio Childrcn's Hospital of Porto Alegre (Brazil), from March 1988 to March 1992. The cndoscopics wcrc pcrformcd undcr general anesthesia, and a rigid pediatric bronchoscope was uscd. A predominance o f thc malc scx (56(]0) was observcd among thc cxamincd childrcn; more than half o f the total number was undcr six months old at thc time o f the cndoscopy, having hcnce bcen obscrvcd a significant association bctween this age group and the prcscncc o f abnormality in Lhe airway. The mostcommon indications forcndocopy wcrc stridor (52%), suspected forcign body (16%), atclcctasis (16%) and difficulty tracheal extubation (8<nl). The most frcqucnt diagnoses were laryngomalacia (36(~;) and suhglottic stcnosis (6%) in thc glottic and subglottic arcas, and forcign hody (9%) and trachcomalacia (7%) in thc trachcobronchial arca. Endoscopy was complctely normal in only 54 (21%) o f the paticnl-; invcstigatcd. L1ryngomalacia rcprcscntcd 60% o f thc diagnoscs observcd in the glottic and subglottic arcas. Thc clinicai manifcstations that had a significant association with this diagnosis wcrc stridor (989rJ0, choking with food (10%) and cyanosis under effort (10%). Only 11% of thc patients with laryngomalacia necdcd surgical opcration. In such cases a laryngoplasty was madc. In 30% of thc operated palienl~ no improvement was noticcd thus making tracheostomy neccssary. Fordgn body aspiration was more frequcnt in childrcn hetwecn one and threc years old. The suggestive history of aspiration was prescnt in 77% of these patients, and the clinicai findings significantly associated werc decreascd breath sounds and localizcd wheezing. Only onc radiological chcst tcst was normal; thc altera tions obscrved in the othcrs indicatcd that thc atclcctasis and thc localizcd a ir trapping werc significantly associated with the prcscnce of a foreign body in thc airway. All thc foreign hodics wcrc rcmovcd hy mcans of cndoscopy. Thc most frcqucnt one was peanul'i. Trachcomalacia was diagnosed mainly in childrcn undcr six months old (79% ), who prcscnted stridor (84% ), cough (21%) and wheezing (16% ). There was a significant association o f this diagnosis with othcr diseases, mainly those o f the rcspiratory systcm (laryngomalacia and bronchomalacia). Only thrcc patients nccded surgical proccdurc. In thesc cases a tracheostomy was made. A history o f intubation bcfore thc cndoscopy was obscrved in 21% o f the children studied. Among those, the most frequcntly obscrvcd complication after intubation was stcnosis o f the subglottic arca. The childrcn w ith this diagnosis prcscntcd stridor ( 60% ), which appcarcd soon aftcr o r cven scvcral months after extubation. Thc only factor leading to trachcal intubation complication that was associated with subglottic stenosis was numbcr o f intubation: childrcn who had undcrgone two o r more intubations showcd significant association with thc diagnosis ofsubglottic stcnosis. The trcatment givcn to these childrcn was endoscopic dilation in 14 (93%) and surgery in one (7%). During thc pcriod of this study, only thrcc slight complication of the respiratory endoscopy wcre ohseiVcd: two paticnts prescntcd bradycardia during thc cxam, and one necded tracheal intubation due to post-endoscopic subglottic edema. This ratifics thc concept that thc rigid respiratory endoscopy in childrcn is effications and free o f serious complications.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/139234
Arquivos Descrição Formato
000061492.pdf (8.483Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.