Repositório Digital

A- A A+

O Brasil no debate estratégico franco-alemão : uma análise do discurso dos principais think tank da Alemanha e da França a respeito da inserção internacional do Brasil (2003-2014)

.

O Brasil no debate estratégico franco-alemão : uma análise do discurso dos principais think tank da Alemanha e da França a respeito da inserção internacional do Brasil (2003-2014)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O Brasil no debate estratégico franco-alemão : uma análise do discurso dos principais think tank da Alemanha e da França a respeito da inserção internacional do Brasil (2003-2014)
Autor Mattos, Fernando Preusser de
Orientador Svartman, Eduardo Munhoz
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.
Assunto Alemanha
França
Política de defesa
Política de segurança
Política externa
[en] Brazilian strategic interest surrounding area
[en] Defense policy
[en] Discourse analysis
[en] Foreign policy
[en] France
[en] Germany
[en] International insertion
[en] Think tanks
Resumo As iniciativas de política externa, de defesa e de segurança que compõem a inserção internacional do Brasil no período 2003-2014 repercutiram nas relações do país com as grandes potências, suscitando uma intensa produção discursiva que busca traduzir o significado da recente inserção internacional do país e informar estratégias que possam dar conta das demandas de um novo relacionamento com o Brasil. Nesse contexto, há um conjunto de instituições de importância crescente, cujas práticas, representações e discursos precedem, informam e pretendem influenciar os processos de definição de agenda, formulação de política e tomada de decisão no âmbito das políticas externa, de defesa e de segurança, sobretudo das grandes potências: os think tanks, instituições dedicadas à produção e à articulação de conhecimentos voltados a políticas públicas de âmbito doméstico e internacional. Assim, o problema de pesquisa que orienta o trabalho refere-se ao seguinte questionamento: como os principais think tanks que buscam influenciar as formulações estratégicas para as políticas externa, de defesa e de segurança na Alemanha e na França têm representado a inserção internacional recente do Brasil e o papel desempenhado pelo país no seu entorno estratégico? O objetivo geral da dissertação é, portanto, fornecer uma análise do discurso acerca da inserção internacional recente do Brasil (2003-2014) veiculado por publicações selecionadas dos quatro principais think tanks da Alemanha e da França. O trabalho lança mão da fundamentação teórico-metodológica da análise de discurso pósestruturalista e busca sustentar a tese de que é possível depreender da análise das publicações selecionadas um conjunto de discursos básicos que estruturam as principais representações desses atores sobre a recente inserção internacional do Brasil, dentre os quais se destacam o discurso da inovação diplomática, do ineditismo e do soft power socioeconômico dos governos Lula; o discurso do reformismo moderado, que associa as identidades de “parceiro responsável” e “líder pragmático” ao Brasil, em contraposição ao “radicalismo” e ao “populismo” da Venezuela; e o discurso da pretensão de projeção global de poder.
Abstract Brazil’s foreign, defense and security policies between 2003-2014 affected its relations with the great powers, raising a variety of discourses that seek to translate the country’s recent international insertion and inform strategies that may cope with the demands of a new relationship with Brazil. In this context, there is a set of increasingly important institutions whose practices, representations and discourses precede, inform and seek to influence agenda setting, as well as policy and decision making processes in the fields of foreign, defense and security policies, especially of great powers: think tanks, institutions whose activities are mainly focused on producing and engaging knowledge on domestic and international public policies. The research problem orienting this monograph is, thus, the following: how do the most important foreign, defense and security policy think tanks in Germany and France represent Brazil’s recent international insertion and the role it plays in its regional surrounding area? The main aim of this project is, therefore, to offer an analysis of the discourse on Brazil’s recent international insertion (2003-2014) produced and disseminated by four of the most important think tanks in Germany and France. The monograph adopts post-structuralist discourse analysis as its theoretical and methodological foundation and lays out the argument that the analysis of selected think tanks’ publications reveals a set of basic discourses structuring key-representations of identity attributed to Brazil. Among them, three basic discourses are highlighted throughout the discussion: Lula’s diplomatic innovation and socioeconomic soft power discourse; the moderate reformism discourse, which links the identities of a “responsible partner” and “pragmatic leader” to Brazil in opposition to the “radicalism” and “populism” attributed to Venezuela; last but not least, the discourse on Brazil’s alleged claim to global power projection.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/139360
Arquivos Descrição Formato
000989715.pdf (1.094Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.