Repositório Digital

A- A A+

Diversidade,estrutura e dinâmica de uma floresta estacional com Bambu(Chusquea ramosissma Lindm.) no sul do Brasil

.

Diversidade,estrutura e dinâmica de uma floresta estacional com Bambu(Chusquea ramosissma Lindm.) no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversidade,estrutura e dinâmica de uma floresta estacional com Bambu(Chusquea ramosissma Lindm.) no sul do Brasil
Outro título Composition, richness and abundance in a seasonal Bamboo forest (Chusquea ramosissima Lindm.) at southern Brazil
Autor Figueiredo, Luciano Silva
Orientador Jarenkow, Joao Andre
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Botânica.
Assunto Fitossociologia : Brasil : Rio Grande do Sul : Teses
Resumo A estrutura de uma floresta é altamente dependente da dinâmica das populações que a compõe, principalmente daquelas que apresentam grande capacidade competitiva. Os bambus geralmente são adaptados a ocupar áreas perturbadas de forma rápida, devido ao seu comportamento semélparo e monocárpico, levando a alterações na estrutura da comunidade. Neste trabalho, avaliamos se a composição, riqueza e abundância diferem nas áreas com e sem bambu (Chusquea ramosissima Lindm.) em uma floresta estacional sul-brasileira. Selecionamos 10 áreas para amostragem da vegetação, no Parque Estadual do Turvo, Derrubadas (RS), nas quais foram demarcadas unidades amostrais para a amostragem dos componentes arbóreo, arbustivo e o regenerante. Realizamos análises de variância, via teste 26 de aleatorização, considerando a composição e abundância de espécies entre as unidades amostrais com e sem bambu. As diferenças na riqueza específica foram determinadas a partir de curvas de rarefação baseadas no número de indivíduos para cada um desses ambientes. Foram encontrados 4.281 indivíduos de 116 espécies botânicas. Houve uma diferença significativa na composição entre as áreas com e sem bambu, para o componente arbóreo, o que não ocorreu com o arbustivo e o regenerante. As áreas com C. ramosissima apresentaram mais indivíduos, em todas as categorias estudadas, do que o ambiente sem a sua presença, e maior riqueza de espécies no componente arbóreo. A presença de C. ramosissima pode ocasionar modificações nas condições ambientais e, consequentemente, ser responsável pelas diferenças observadas no conjunto florístico da floresta estudada. Palavras-chave: florística, componente lenhoso, diversidade, regeneração florestal, capacidade competitiva, Parque Estadual do Turvo.
Abstract The structure of a forest is highly dependent on the dynamics of the population with which it is composed, particularly those with a high competitive capacity. Bamboos are generally adapted to take up disturbed stands quickly, due their semelparous and monocarpic behavior, providing changes in the community structure. In this study, we analyze if the composition, richness and abundance are different in stands with or without bamboo (Chusquea ramosissima Lindm.) in a seasonal forest at southern Brazil. We selected 10 stands for sampling of vegetation. It was demarcated plots for sampling of tree, shrub and regenerating components. We performed analysis of variance by randomization test, considering the species composition and abundance among the plots with and without bamboo. The 27 differences in the specific richness were determined from rarefaction curves based on the number of individuals for each one of these analyzed environments. It was found 4,281 individuals from 116 botanical species. There was a significant difference in the composition between stands with and without bamboo for the tree component, but not for the shrub and regenerating components. Stands with C. ramosissima had more individuals in all of studied categories and higher species richness in the tree component than the environment without this species. The presence of C. ramosissima may cause changes in the environmental conditions and therefore be responsible for the observed differences in the floristic composition of the studied forest. Key words: floristics, diversity, forest regeneration, Parque Estadual do Turvo, woody species, competitive capacity.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/139438
Arquivos Descrição Formato
000851483.pdf (2.453Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.