Repositório Digital

A- A A+

Das trajetórias, Vivências e processos : a influência da história de vida na aprendizagem dos alunos da EJA

.

Das trajetórias, Vivências e processos : a influência da história de vida na aprendizagem dos alunos da EJA

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Das trajetórias, Vivências e processos : a influência da história de vida na aprendizagem dos alunos da EJA
Autor Ivanov, Bárbara Gonçalves
Orientador Comerlato, Denise Maria
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Aprendizagem
Educação de jovens e adultos
Resumo Este trabalho trata de uma pesquisa qualitativa realizada com estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), cuja problemática teve origem no estágio de docência obrigatório do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, realizado em uma turma da EJA equivalente aos anos iniciais, em uma Escola Estadual de Ensino Fundamental localizada no Município de Porto Alegre/RS. Tem como objetivo compreender as influências das histórias de vida no processo de aprendizagem de sujeitos adultos – estudantes da EJA –, considerando as singularidades e as subjetividades construídas em suas vivências, assim como as semelhanças e diferenças objetivas e subjetivas dessas trajetórias que marcam determinados grupos sociais. Do método biográfico, descrito por Jacques Marre (1991), foram utilizados alguns elementos como base metodológica para a pesquisa, fazendo uso de relatos orais sobre as histórias de vida de educandos. Utilizou-se, ainda, elementos do método para analisar as semelhanças evidenciadas em suas trajetórias, delineando o recorte de classe social do qual fazem parte. Nesta análise, também se encontrou elementos que remeteram o estudo a questões de raça e gênero. Para fundamentar a pesquisa, especialmente no que diz respeito a estudos sobre a subjetividade e aprendizagem, utilizou-se da Teoria da Subjetividade de Fernando Luis Gonzàles Rey (2008), e de autores que trabalham com essa perspectiva como Maria Carmem Villela Rosa Tacca, Maristela Rossato e Albertina Mitjans Martínez (2013). Além desses, a pesquisa também teve como base teórica as obras de Paulo Freire (1990), referência na Educação de Jovens e Adultos. A pesquisa buscou compreender de que modo fatores relativos à subjetividade influenciam os processos de aprendizagem de educandos adultos, gerando facilidades ou dificuldades, bem como direcionam escolhas determinantes para suas vidas – rendição, servidão do trabalho, imposições socioculturais em relação ao gênero feminino e masculino. Como resultado da pesquisa, salienta-se a reflexão sobre as questões de classe social, racial e de gênero como possíveis fatores determinantes de oportunidades para os alunos da EJA, produzindo ou não novos caminhos voltados para a educação, os quais também se aproximam das singularidades intrínsecas aos processos de aprendizagem ou não aprendizagem dos sujeitos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/139564
Arquivos Descrição Formato
000990568.pdf (422.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.