Repositório Digital

A- A A+

Adaptação e inserção escolar : uma pesquisa com crianças

.

Adaptação e inserção escolar : uma pesquisa com crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Adaptação e inserção escolar : uma pesquisa com crianças
Autor Leitzke, Karina de Lamare
Orientador Barbosa, Maria Carmen Silveira
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Ajustamento social
Educação infantil
Resumo Este trabalho tratou da temática da Educação Infantil, mais especificamente, da adaptação escolar. Contudo, este assunto sob a óptica das crianças, será o foco principal. E, como questão que foi levantada nesta pesquisa, verificar a visão das próprias crianças a respeito deste processo denominado adaptação escolar. Ao tratarmos da adaptação escolar, é sabido que, este processo envolve não somente as crianças, mas também os pais e a própria instituição. No entanto, muitos dos referenciais encontrados são provenientes de relatos e vivências de professores, ou seja, dos adultos. Mas, o que pensam as crianças sobre este momento? Como objetivo geral deste estudo pretendo averiguar a percepção das crianças acerca da adaptação escolar. Assim como, aprofundar as referências da bibliografia sobre o assunto, constatando se estes achados condizem com os resultados das impressões dos alunos. Por último, demonstrar a visão das crianças envolvidas direta e indiretamente neste processo. A instituição escolhida foi uma escola particular de Educação Infantil e Anos Iniciais localizada na cidade de Porto Alegre. A turma escolhida foi a última etapa da Educação Infantil, com alunos entre 5 e 6 anos de idade. Não foi possível ouvir a todos, pois o tempo para coleta e análise dos dados é reduzido. Portanto, dois alunos serão entrevistados, individualmente, e dez alunos farão parte de rodas de conversa, onde os tópicos que foram discutidos abordaram a adaptação de cada um, além dos sentimentos e postura diante dos colegas novos, os quais estão vivenciando o momento. Tendo em vista alguns autores, o termo adaptação escolar foi substituído, ao longo do processo de estudo, pelo termo inserção, no presente estudo, considerando o papel e as relações estabelecidas entre a criança e a instituição escolar. Dentre os teóricos citados a fim de embasar tal investigação, em se tratando da adaptação e/ou inserção escolar, trouxe Rapoport, Piccinini (2001) e Reis (2013) para dissertar sob o ponto de vista teórico do tema. Já a respeito das pesquisas realizadas com crianças, Muller (2006), Demartini (2002) e Rocha (2008) enfatizaram a importância de escutá-las, reconhecendo-as como agentes sociais. Neste estudo, as crianças ouvidas puderam falar de suas experiências dentro da temática da inserção escolar, a partir de diversos aspectos. Pude considerar que para as mesmas o processo em pauta é comum, algo “normal”, mas que passa e se resolve em si mesmo. De maneira geral, elas dissertaram acerca do assunto, citando certos sentimentos como vergonha e timidez, abordaram a solidariedade como algo mais marcante e determinante. Cabe acrescentar o quanto foi fundamental realizar-se pesquisa com crianças, com o intuito de estabelecer ações institucionais no sentido de facilitar este processo e/ou amenizar impressões negativas a partir do olhar infantil, sob uma outra perspectiva que não a do adulto.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/139569
Arquivos Descrição Formato
000990550.pdf (177.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.