Repositório Digital

A- A A+

A governamentalidade através do dispositivo esportivo como prática de condução das condutas dos outros e de si na sociedade contemporânea

.

A governamentalidade através do dispositivo esportivo como prática de condução das condutas dos outros e de si na sociedade contemporânea

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A governamentalidade através do dispositivo esportivo como prática de condução das condutas dos outros e de si na sociedade contemporânea
Autor Ghiggi, Micheli Vergínia
Orientador Damico, José Geraldo Soares
Co-orientador Loguercio, Rochele de Quadros
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Educação física
Ensino de ciências
Esportes
Governamentalidade
Inclusão social
[en] Exercise oneself
[en] Governmentality
[en] Sport device
[en] Success
[es] Dispositivo deportivo
[es] Ejercitarse
[es] Éxito
[es] Gubernamentalidad
Resumo Neste trabalho, acompanha-se o movimento de dispersão do dispositivo esportivo, uma ideia de transposição da lógica esportiva para outros domínios da vida. O objeto da pesquisa é o dispositivo esportivo, visto como uma forma de gerenciamento para a vida que produz modos de ser e agir. Optou-se por analisá-lo por meio de três de suas manifestações: as olimpíadas escolares, as biografias motivacionais ou de autoajuda e o Prêmio Jovem Cientista (2012). Para isso, esta tese foi organizada em três artigos, definidos por seções, conforme cada uma das manifestações mencionadas. O objetivo da pesquisa foi analisar como o dispositivo esportivo permeia a vida dos indivíduos, constituindo sujeitos em uma sociedade que os percebe como parte de um jogo com dinâmicas de concorrência, produtividade e autopreparação. A governamentalidade foucaultiana foi a ferramenta teórico-metodológica de análise, possibilitando a problematização das diferentes formas pelas quais os sujeitos são cotidianamente governados. Essa ferramenta pode ser considerada como uma grade de análise onde se passam as relações de poder a serem examinadas para tentar perceber como se conduz a conduta dos sujeitos. Assim, foi possível analisar as tecnologias de governar exercidas sobre os outros e as tecnologias de si que resultam na produção de determinadas subjetividades e na constituição de sujeitos. Foram problematizadas certas verdades, ou discursos tomados como verdadeiros, que funcionam atrelados a sistemas de poder e a manutenção de um status verdadeiro (regimes de verdade). O dispositivo esportivo atua como auxiliar na produção de regimes de verdade com a utilização de orientações prescritivas de práticas atreladas ao esporte. Nesse movimento não se constituem verdades, a partir da prática esportiva, apenas para os atletas, treinadores e pessoas envolvidas com a prática esportiva de alto rendimento, mas também para quaisquer sujeitos na vida cotidiana. O dispositivo esportivo possui visibilidade e modos de poder suficientes para funcionar mesmo quando não há a manifestação da prática esportiva. O esporte, nesse contexto, aparece como um vetor para a inserção dos sujeitos em diferentes domínios da sociedade. Percebe-se que, através do dispositivo esportivo, encontrou-se uma forma de poder capaz de fornecer orientações de como alcançar o sucesso em qualquer setor da sociedade. A possibilidade de realizar uma metáfora da vida através do esporte faz com que exemplos do esporte sirvam de modelo para orientar como vencer uma concorrência de trabalho, ensinar alunos na escola ou para educar os filhos. Percebemos que há no dispositivo esportivo algumas características que marcam a orientação para noções muito próximas àquelas identificadas no projeto neoliberal, como a sujeição, o disciplinamento/controle e a aceitação das desigualdades pelo (des)merecimento. O modelo esportivo é utilizado pela racionalidade neoliberal, principalmente no que toca as questões da concorrência, do treinamento e da superação. Ressalta-se que o modelo esportivo não atua apenas como auxiliar, mas se apresenta na sociedade contemporânea como uma forma de os sujeitos exercitarem a si mesmos para o alcance das competências exigidas a fim de se obter alguma forma de sucesso. Tal obtenção beneficia a própria governamentalidade neoliberal, que tem na população seu objeto e na economia seu saber mais importante. O problema talvez não esteja no próprio poder, mas nos efeitos de dominação. Naquilo que os próprios governados fazem para governar os outros sujeitos e fazer com que eles conduzam a si próprios de uma maneira específica. Os domínios de intervenção do dispositivo esportivo são muitos e estão a se expandir em diferentes modalidades de produção de sujeitos contemporâneos.
Resumen En este trabajo se acompaña el movimiento de dispersión del dispositivo deportivo, una idea de transposición de la lógica deportiva para otros dominios de la vida. El objeto de la investigación es el dispositivo deportivo, visto como una forma de gestión para la vida que produce modos de ser y actuar. Se optó por analizarlo por medio de tres de sus manifestaciones: las olimpíadas escolares, las biografías motivacionales o de autoayuda y el Premio Joven Científico (2012). Para eso, esta tesis fue organizada en tres artículos, definidos por secciones, conforme cada una de las manifestaciones mencionadas. El objetivo de la investigación fue analizar como el dispositivo deportivo permea la vida de los individuos, constituyendo sujetos en una sociedad que los percibe como parte de un juego con dinámicas de competencia, productividad y auto preparación. La gubernamentalidad foucaultiana fue la herramienta teórico-metodológica de análisis, posibilitando la problematización de las diferentes formas por las cuales los sujetos son cotidianamente gobernados. Esa herramienta puede ser considerada como una reja de análisis donde se pasan las relaciones de poder a ser examinadas para intentar percibir cómo se conduce la conducta de los sujetos. Así, fue posible analizar las tecnologías de gobernar ejercidas sobre los otros y las tecnologías de sí que resultan en la producción de determinadas subjetividades y en la constitución de sujetos. Fueron problematizadas ciertas verdades, o discursos tomados como verdaderos, que funcionan articulados a sistemas de poder y el mantenimiento de un estatus verdadero (regímenes de verdad). El dispositivo deportivo actúa como accesorio en la producción de regímenes de verdad con la utilización de orientaciones prescriptivas de prácticas acopladas al deporte. En ese movimiento no se constituyen verdades, a partir de la práctica deportiva, sólo para los atletas, entrenadores y personas envueltas con la práctica deportiva de alto rendimiento, pero también para cualesquiera sujetos en la vida cotidiana. El dispositivo deportivo posee visibilidad y modos de poder suficientes para su funcionamiento aun cuando no hay la manifestación de la práctica deportiva. El deporte, en ese contexto, surge como un vector para la inserción de los sujetos en diferentes dominios de la sociedad. Se percibe que, a través del dispositivo deportivo se encontró una forma de ser capaz de fornecer orientaciones de cómo lograr éxito en cualquier sector de la sociedad. La posibilidad de celebrar una metáfora de la vida a través del deporte hace que ejemplos deportivos sirvan como modelo para guiar la manera de vencer una competición de trabajo, enseñar estudiantes en la escuela y para educar hijos. Percibimos que hay en el dispositivo deportivo algunas características que marcan la orientación a las nociones muy cerca a las identificadas en el proyecto neoliberal, como el sometimiento, o la disciplina/control y la aceptación de las desigualdades por (des)mérito. El modelo deportivo es utilizado por la racionalidad neoliberal, sobre todo en lo que concierne a las cuestiones de concurrencia, de la capacitación y de la superación. Cabe señalar que el modelo deportivo no actúa sólo como un auxiliar, pero en la sociedad contemporánea se presenta como una forma de los sujetos ejercitaren a uno mismo para lograr las competencias necesarias para obtener alguna forma de éxito. Tal obtención beneficia la propia gobernabilidad neoliberal, que tiene en la población su objeto y en la economía su saber más importante. El problema tal vez no conste en el propio poder, pero en los efectos de la dominación, en lo que los propios gobernados hacen para gobernar los otros y hacer con que ellos conduzcan a uno mismo de una manera específica. Los dominios de intervención del dispositivo deportivo son muchos y están a si difundir en diferentes modalidades de producción de sujetos contemporáneos.
Abstract In this work, it is accompanied the spreading movement of the sport device, relaying the idea of sports logic to other domains of life. The object of the research is the sport device, seen as a form of management for the life that produces ways of being and acting. It was decided to analyse it through three of its manifestations: the school olympics, motivational or self-help biographies and the Prêmio Jovem Cientista (Young Scientist Award, 2012). To do this, this thesis was organised in three articles defined by sections, according to each of the mentioned events. The objective of the research was to analyse how the sport device permeates the lives of individuals, constituting subjects in a society that perceives them as part of a game with competition dynamics, productivity and self preparation. Foucault's governmentality was the theoretical and methodological analysis tool, allowing the questioning of the different ways in which the subjects are routinely ruled. This tool can be considered as an analysis grid where power relations undergo to be examined to try to understand how to conduct the conduct of the subjects. Thus, it was possible to analyse the governing technologies exercised over others and the technologies of themselves that result in the production of certain subjectivity and in constitution of subjects. They were problematised certain truths, or discourses taken as true, that work linked to systems of power and maintaining of a true status (regimes of truth). The sport device acts as an auxiliary in producing regimes of truth through the use of prescriptive guidance of practices linked to the sport. In such movement trues are not constituted, from the sports practice, just for athletes, coaches and people involved with high performance sports activities, but also for any subject in everyday life. The sport device has visibility and modes of power sufficient to operate even when there is no manifestation of the sport. The sport in this context appears as a vector for the insertion of subjects in different fields in society. It can be seen that through the sport device, it was found a form of power that can provide guidance on how to achieve success in any sector of society. The possibility of holding a metaphor for life through sports makes sport examples to serve as models to guide how to overcome a competitive work, teach students at school or to educate children. We realise that there is in the sport device some features that characterise the orientation to very similar ideas to those identified in the neoliberal project as the subjection, the discipline / control and the acceptance of inequality by (de) merit. The sport model is used by neoliberal rationality, especially in regards to issues of competition, training and overcoming. It is noteworthy that the sport model not only serves as an auxiliary, but it is presented in contemporary society as a way to exercise the subjects themselves to the achievement of the skills required in order to obtain some form of success. Such obtaining benefits the neoliberal governmentality itself, which has its object in the population and in the economy it’s more important knowledge. The problem may not be in their power itself, but in the domination effects. In what the governed do to govern the other individuals and make them to conduct themselves in a specific way. The sport device fields of intervention are many and they are expanding in different modalities of production of contemporary subjects.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/139591
Arquivos Descrição Formato
000989106.pdf (3.422Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.