Repositório Digital

A- A A+

O aterro Praia de Belas e o aterro do Flamengo

.

O aterro Praia de Belas e o aterro do Flamengo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O aterro Praia de Belas e o aterro do Flamengo
Autor Bohrer, Maria Dalila
Orientador Mahfuz, Edson da Cunha
Data 2001
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura.
Assunto Anfiteatro Pôr-do-Sol, Edifício (Porto Alegre, RS)
Aterros urbanos
Flamengo (Rio de Janeiro, RJ)
Parque da Harmonia (Porto Alegre, RS)
Praia de Belas (Porto Alegre, RS)
Projeto orla
Projeto urbano : Porto Alegre (RS)
Revitalização urbana : Porto Alegre (RS)
Usina do Gasômetro, Edifício (Porto Alegre, RS)
Resumo O trabalho analisa, de forma comparativa, o processo histórico que conduziu à construção do Aterro do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro e do Aterro Praia de Belas, na cidade de Porto Alegre, ambos na metade do século XX. Elege como ponto focal da análise o aspecto da concepção e do desenho dos espaços projetados na orla das duas áreas aterradas . A análise avalia, num primeiro momento, as destinações de uso atribuídas a cada um dos aterros, entre 1900 e 1970, através dos paradigmas urbanísticos do final do século XIX e início do século XX. Depois, enfatiza o caráter das propostas urbanísticas na interface com o mar - caso do Aterro do Flamengo - e com o Lago Guaíba - caso do Aterro Praia de Belas. Assim, num segundo momento, o trabalho volta-se para as relações funcionais da estrutura urbana com o contexto da água das duas áreas aterradas, conhecendo o grau de legibilidade e imageabilidade atual da ocupação de ambas as orlas . Ao constatar que o Aterro do Flamengo construiu um novo espaço urban o- um parque urbano à beira-mar com praia - e que o Aterro Praia de Belas não conseguiu transformar-se em um espaço público unitário de convívio com o Guaíba, o estudo busca detectar, na sua faixa de orla, os segmentos de maior centralidade capazes de instaurar relações urbanísticas entre o lago, a área aterrada e a cidade.
Abstract This study attempts to analyse in a comparative way the historie processes that led to the construction of the Flamengo Landfill in Rio de Janeiro and the Praia de Belas in Porto Alegre, both dating from the mid-20th century. The selected analysis focal point is space conception and design at shoreline. The study assesses in a fisrt moment proposals for each landfill 1900 and 1970, on the basis of urban paradigms of late 19th century and the beginning of the 20th century. It also looks at the nature of the relationship between landfill and water in both plans. In a second moment, the study turns to urban structure functional relations with water in both landfill areas, trying to identify their occupation legibility and imageability degrees. Taking into account evidences that the Flamengo Landfill was able to build a new urban space, and urban park along the shoreline, and that Praia de Belas was not able to transform itself into an unitarian public space of conviviality with the lake, the study attempts to detect in the Guaíba shoreline the elements of higher centrality apt to generate urban relationships between the lake, the landfill and the city.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/139789
Arquivos Descrição Formato
000325713.pdf (35.16Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.