Repositório Digital

A- A A+

Uso dos macroinvertebrados bentônicos na avaliação da qualidade das águas das Lagoas Marcelino, Peixoto e Pinguela, Município de Osório, Rio Grande do Sul

.

Uso dos macroinvertebrados bentônicos na avaliação da qualidade das águas das Lagoas Marcelino, Peixoto e Pinguela, Município de Osório, Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uso dos macroinvertebrados bentônicos na avaliação da qualidade das águas das Lagoas Marcelino, Peixoto e Pinguela, Município de Osório, Rio Grande do Sul
Autor Garcia, Lisandro Becker
Orientador Würdig, Norma Luiza
Co-orientador Freitas, Suzana Maria Fagondes de
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bacharelado.
Assunto Água : Controle de qualidade
Avaliação ambiental
Invertebrados bentônicos
Marcelino Ramos, Lagoa (RS)
Peixoto, Lagoa do (RS)
Pinguela, Lagoa da (RS)
[en] Benthic macroinvertebrates
[en] Coastal lagoons
[en] Marcelino lake
[en] Sphaeriidae
Resumo O presente estudo teve como objetivo principal caracterizar a estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos associados ao sedimento nas lagoas Marcelino, Peixoto e Pinguela, pertencentes a Bacia Hidrográfica do Rio Tramandaí. A estratégia amostral visou acompanhar um gradiente de carga poluente oriundo de ação antropogênica no sistema. Foram selecionadas seis estações de coleta, duas em cada lagoa. As campanhas foram realizadas nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2015. As variáveis ambientais analisadas na água foram profundidade, temperatura, condutividade elétrica, pH, transparência e coliformes totais. No sedimento, matéria orgânica. A macrofauna bentônica foi coletada com um pegador de Ekman-Birge, em triplicata. A identificação dos organismos foi realizada de acordo com a literatura especializada. Foram calculados densidade, abundância relativa, riqueza taxonômica e índices de diversidade de Shannon-Wiener, de equitabilidade de Pielou e de dominância de Swartz e apresentado um Diagrama de Venn. Através do método de Ward, foi realizada uma análise agrupamento e uma análise de correlação de Pearson, que visou demonstrar a similaridade e correlação entre algumas variáveis ambientais e métricas da comunidade de macroinvertebrados bentônicos. Os resultados registraram a presença de cinco táxons na lagoa Marcelino, com elevada abundância dos bivalves da família Sphaeriidae, representada pela espécie Musculium argentinum (95,99%). Na lagoa Peixoto, os grupos predominantes foram os táxons Gastropoda, Diptera, Ephemeroptera e Oligochaeta (Cochliopidae> Chironomidae> Polymitarcyidae> Naididae) com 91,68% representando uma estrutura mais diversificada em relação a lagoa Marcelino. A lagoa Pinguela, também apresentou uma melhor distribuição de famílias, embora com uma dominância de Chironomidae e Cochliopidae (81,71%). A análise de agrupamento mostrou associações entre estações de coleta em função de suas similaridades formando dois grupos principais: o grupo A reuniu quase todas as estações da lagoa Marcelino (S1 e S2) e o grupo B as estações de coleta das lagoas Peixoto e Pinguela. O grupo A foi caracterizado por elevadas densidades, baixa riqueza de táxons e alta condutividade elétrica, evidenciando condições ambientais relacionadas a uma forte influência antropogênica.Os resultados do presente trabalho reforçam as informações de trabalhos anteriores que apontam a existência de um gradiente de qualidade ambiental da lagoa Marcelino em direção a lagoa Pinguela em função de efluentes lançados na primeira lagoa. Como o presente estudo evidenciou uma diminuição da diversidade da comunidade macrobentônica na lagoa Marcelino, predominantemente formada por organismos filtradores, chama-se a atenção para a importância da continuidade destes estudos para o planejamento de uso e gerenciamento destas lagoas costeiras.
Abstract This study aimed to characterize the structure of the benthic macroinvertebrate community associated with the sediment in lakes Marcelino, Peixoto and Pinguela, belonging to River Basin Tramandaí. The sampling strategy aimed to follow a pollutant load gradient coming from anthropogenic action on the system. They selected six collection stations, two in each lake. The campaigns were conducted in January, February and March 2015. The environmental variables analyzed were the water depth, temperature, electrical conductivity, pH, transparency and total coliforms. In the sediment, organic matter. The benthic macroinvertebrates were collected by a sampler Ekman-Birge, in triplicate. Identification of organisms was accomplished according to the literature. They were calculated density, relative abundance, taxonomic richness and diversity indexes of Shannon-Wiener, equitability of Pielou and Swartz dominance and presented a Venn Diagram. By Ward method, a cluster analysis and Pearson correlation analysis was performed, which aimed to demonstrate the similarity and correlation between some environmental variables and metrics of the benthic macroinvertebrate community. The results recorded the presence of five taxa in Marcelino lake, with high abundance of bivalve Sphaeriidae, represented by the species Musculium argentinum (95.99%). In the lake Peixoto, the predominant groups were Gastropoda, Diptera, Oligochaeta and Ephemeroptera, (Cochliopidae> Chironomidae> Polymitarcyidae> Naididae) with 91.68% representing a more diversified structure compared to Marcelino lake. Pinguela lake, also showed a better distribution of families, with a dominance of Chironomidae and Cochliopidae (81.71%). Cluster analysis showed associations between collection stations in reason of their similarities to form two main groups: Group A met almost every lake from Marcelino (S1 and S2) and group B collection stations of Peixoto and Pinguela ponds. Group A was characterized by high density, low taxa and a high electrical conductivity, reflecting environmental conditions related to a strong antropogenic influence. The results of this study reinforce the information from previous studies that point to the existence of a gradient of environmental quality from Marcelino lake toward Pinguela lake. As the present study showed a decrease in the diversity of macrobenthic community in the pond Marcelino, predominantly formed by filter feeding organisms, it is called attention to the importance of continuing these studies to use planning and management of these coastal lagoons.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/140072
Arquivos Descrição Formato
000984644.pdf (1.418Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.