Repositório Digital

A- A A+

Viver e pensar a docência em história diante das demandas sociais e identitárias do século XXI

.

Viver e pensar a docência em história diante das demandas sociais e identitárias do século XXI

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Viver e pensar a docência em história diante das demandas sociais e identitárias do século XXI
Outro título Living and thinking about teaching history in face of social and identity demands of the twenty-first century
Autor Pereira, Nilton Mullet
Meinerz, Carla Beatriz
Pacievitch, Caroline
Resumo Este artigo discute os desafios enfrentados pelo professor de História, diante de algumas das demandas sociais e identitárias do século XXI, em especial em relação ao diálogo intercultural, ao patrimônio cultural e aos passados imaginados nas mídias. O objetivo principal é refletir sobre o papel da formação acadêmica do professor de História diante destas problemáticas. Dialoga-se com perspectivas teóricas sobre formação de professores, memória e História, a partir de Antonio Nóvoa, Andreas Huyssen, Hayden White, entre outros, articuladas com experiências, observações e pesquisas desenvolvidas pelos autores. Argumenta-se que o ensino de História hoje consiste numa prática muito diversa em relação a tempos anteriores, uma vez que as demandas que a sociedade tem colocado aos currículos e ao papel dos professores se multiplicam e estão ligados a movimentos sociais, étnicos e culturais muito singulares, que questionam as relações entre historiografia, memória, identidades e sentidos na aula de História. Estes questionamentos demonstram a complexidade do trabalho docente dentro e fora da sala de aula, que extrapola a ideia de adaptação metodológica do conhecimento histórico acadêmico e se concretiza nas propostas de problematização e de diálogo entre muitas histórias e muitos passados.
Abstract This article discusses the challenges encountered by the History teacher, in face of some of the social and identity demands of the twenty-first century, especially in relation to intercultural dialogue, cultural heritage, and the imagined past in the media. The main objective is to reflect on the academic role of the History teacher in relation to these issues. Dialogue is accomplished with theoretical perspectives on teacher training, memory, and History, from Antonio Nóvoa, Andreas Huyssen, Hayden White, among others, articulated with experiences, observations, and research carried out by the authors. It is argued that the teaching of History nowadays is a very diverse practice compared to earlier times, since the demands that society has placed on the curricula and role of teachers have multiplied and are linked to unique social, ethnic, and cultural movements, which call into question the relationship between history, memory, identities, and their meaning in History class. These questions demonstrate the complexity of teaching in and out of the classroom, which goes beyond the idea of methodological adaptation of academic background and knowledge is reached in proposals of questioning and dialogue between many stories and past events.
Contido em História & Ensino. Londrina, PR. Vol. 21, n. 2 (jul./dez. 2015), p. 31-53
Assunto Formação de professores
História
[en] History teaching
[en] Social demands
[en] Teacher training
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/140171
Arquivos Descrição Formato
000982636.pdf (446.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.