Repositório Digital

A- A A+

O próximo do território quilombola : a cosmopolítica dos moradores de Júlio Borges

.

O próximo do território quilombola : a cosmopolítica dos moradores de Júlio Borges

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O próximo do território quilombola : a cosmopolítica dos moradores de Júlio Borges
Autor Quadros, Milena Silvester
Orientador Anjos, José Carlos Gomes dos
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Cosmopolítica
Quilombos
Salto do Jacuí (RS)
[en] Assemblages of being
[en] Cosmopolitics
[en] Quilombola
[en] Territoriality
Resumo Esta tese trata de um estilo de criatividade política quilombola que não circunscreve sua territorialidade com base nos vínculos criados exclusivamente com a terra e com os produtos da terra. O estudo cartografa as modalidades de enfrentamento entre quilombolas, indígenas e “sem terras”, de um lado, com o Estado e seus mediadores, de outro, que decorrem de concepções divergentes acerca do território, da identidade e da composição da vida. O cenário é ambientado no contexto de implementação dos dispositivos de justiça para regularização fundiária do território habitado por famílias quilombolas que vivem na localidade de Júlio Borges, município do Salto do Jacuí, RS. Além dos quilombolas, passaram a residir no território titulado, dois coletivos distintos de indígenas Kaingang e algumas famílias que se apossaram de porções da mesma área de terras em processo de titulação. As formas de convívio entre quilombolas, indígenas e “sem terras” levam-nos a penetrar um mundo marcado pela transformação e pela diferenciação em movimentos sucessivos de devir. Este estilo de relação e de convívio, marcado pelo movimento, desenha modalidades de agenciamento político, cuja potência coloca à prova os dispositivos de organização do território de Júlio Borges operacionalizados pela Política Nacional de Titulação Territorial. A tese, ainda, lança-se à tarefa de dar credibilidade aos enunciados nativos, aos saberes e às técnicas que compõem a cosmopolítica da localidade de Júlio Borges.
Abstract This dissertation thesis discusses a style of Quilombola political creativity that does not circumscribe its territoriality based on links created exclusively with the land and the products of the earth. The study maps the modalities of confrontation between Quilombolas, indigenous people and the “landless” groups, and the state and its mediators on one side. On the other side, these confrontations arise from divergent conceptions of territory, identity and composition of life. The study took place in the context of the implementation of justice devices for the regularization of a territory inhabited by Quilombola families in the district of Júlio Borges, in the town of Salto do Jacuí, in Rio Grande do Sul. In addition to the Quilombolas, two separate groups of the Kaingang indigenous tribe and some families who took over portions of the same land undergoing a titling process took up residence in the territory. The kinds of interaction among Quilombolas, indigenous people and the "landless" showed us a world marked by transformation and the differentiation in consecutive movements of being. This way of association and interaction, that is marked by the movement, generates new forms of political mediation, and its power puts the organizational devices of the district of Júlio Borges that are operated by the National Policy on Land Titling to the test. This dissertation thesis aims at giving credibility to the indigenous voice, knowledge and political techniques that make up the cosmopolitics of the district of Júlio Borges.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/140225
Arquivos Descrição Formato
000990418.pdf (4.449Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.