Repositório Digital

A- A A+

A carreira de maquiadores : um estudo de trajetórias profissionais

.

A carreira de maquiadores : um estudo de trajetórias profissionais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A carreira de maquiadores : um estudo de trajetórias profissionais
Autor Oliveira, Nara Simone de
Orientador Rocha-de-Oliveira, Sidinei
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Carreira profissional
Maquiador
[en] Achievement
[en] Careers
[en] Conflicts
[en] Makeup artists
Resumo O setor de beleza vem tornando-se cada vez mais expressivo no Brasil e no mundo. Cada vez mais pessoas, homens e mulheres tornam-se mais vaidosos em sua busca por uma boa aparência. Com isso muitas áreas da Estética e Cosmética ganham destaque na sociedade, dentre estas, encontra-se a profissão de Maquiador (a) que, nos últimos anos passou a ser a opção de atuação de muitos profissionais e em muitos casos, proporcionando grande visibilidade a estes. Desta forma, esta pesquisa tem objetivo de analisar a trajetória da carreira dos Maquiadores da grande Porto Alegre, com intuito de entender como estes profissionais têm desenvolvido suas carreiras. Para chegar à resposta da pergunta norteadora, esse trabalho se apoiou no conceito de carreira desenvolvido pelo sociólogo Everett C. Hughes, que a apresenta não como uma sucessão de profissões (objetividade), e sim como toda a vida da pessoa, incluindo aspectos de trabalho e não trabalho (subjetividade). Esta pesquisa possui caráter qualitativo e exploratório, utilizando-se de narrativas como meio de coleta e análise de dados. Constatou-se a partir dessa pesquisa que todas as maquiadoras iniciaram seu percurso profissional em empresas tradicionais, ocupando um cargo formal e assumindo o papel social inerente às mesmas. No entanto, em um determinado momento, os aspectos objetivos e subjetivos de suas carreiras entraram em conflito fazendo com que passassem a repensar suas trajetórias e priorizar sua satisfação pessoal bem como profissional. Embora seus percursos sejam distintos, todos levaram à maquiagem como profissão.
Abstract The beauty industry is becoming increasingly significant in Brazil and worldwide. More and more people, men and women become vainer in their quest for good looks. Thus, many areas of Aesthetics and Cosmetic gain prominence in society, among these areas, there is the profession of makeup artist, which has become in recent years, a choice of work activity of many people and, in many cases, it provides high visibility to them. Furthermore, this research aims to analyze the career trajectory of makeup artists of the Great Porto Alegre, aiming to understand how these professionals developed their professional careers. To get the answer to the guiding question, this research paper was based on the career concept developed by sociologist Everett C. Hughes, which presents it not as a succession of professions (objectivity), but as the life of a person as a whole, including aspects of work and not working (subjectivity). This research has qualitative and exploratory characteristic, and uses narrative for data collection and analysis. It was found from this research that all makeup artists who participated in it began their careers in traditional companies, occupying a formal charge and assuming the social role inherent to them. However, at a certain time, the objective and subjective aspects of their careers clashed making them rethink their careers and prioritize their personal and professional satisfaction. Although their paths are different, all led them to Makeup as a profession.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/140274
Arquivos Descrição Formato
000990758.pdf (819.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.