Repositório Digital

A- A A+

O impacto da propaganda na propensão de uso de preservativos

.

O impacto da propaganda na propensão de uso de preservativos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O impacto da propaganda na propensão de uso de preservativos
Autor Conforte, Daniela Eni
Orientador Brei, Vinícius Andrade
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Comportamento do consumidor
Preservativos : Utilização
Propaganda
[en] AIDS
[en] Appeal
[en] Attitude
[en] Condom advertising
[en] Persuasion
Resumo Este estudo teve como objetivo analisar os tipos de apelos utilizados nas propagandas de preservativo, definindo se algum deles é mais eficiente do que outros em modificar a propensão ao uso do produto, já que os números de infectados por doenças sexualmente transmissíveis vem aumentando ao longo dos anos. Para isso, foi definido que seriam testados os apelos mais utilizados nas propagandas desse produto: medo, humorístico e sexual. A partir desse objetivo foi realizado um experimento de laboratório que contou com a participação de 114 respondentes, que foram submetidos a manipulação com um dos apelos supracitados ou ao vídeo de grupo de controle, e após isso responderam perguntas relacionadas ao assunto. Analisando apenas a propensão de uso de preservativo após assistir o vídeo, constatou-se que não houve impacto na propensão entre os diferentes grupos que assistiram as propagandas. Apesar disso, com análises das covariáveis, foi encontrado que o apelo de medo é capaz de fazer as pessoas entenderem melhor a respeito da importância da utilização de preservativo, e também que as mulheres possuem atitudes mais favoráveis ao produto, o que resulta em maior propensão na utilização do mesmo. Com essas análises, o estudo espera servir como material de apoio nas decisões de campanhas publicitárias que tenham como intuito a utilização de preservativo ou conscientização da população, seja por parte de empresas públicas ou privadas.
Abstract This study aimed to analyze the types of appeals used in condom advertisements, defining if any of them is more efficient than others in the process of change the propensity to use the product, since the numbers of infected sexually transmitted diseases has increased over the years. For this, it was decided that the most commons appeals used in the advertising of the product would be tested, which are: fear, humorous and sexual. With this purpose an experiment was conducted that included the participation of 114 respondents, who were submitted to the manipulation with one of the above appeals or with the control group video, and thereafter answered questions related to the subject. Analyzing only the propensity to use condom after watching the video, it was found that there was no impact on the propensity of use among different groups who watched the advertisements. Nevertheless, with analysis of covariates, it was discovered that appeal of fear is more capable to make people understand about the importance of condom use, and also that women have more favorable attitudes toward the product, resulting in greater propensity of use. With these analyzes, the study is expected to serve as basis in the decisions of advertising campaigns that have as goal the use of condoms or awareness of the population, whether by public or private companies.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/140284
Arquivos Descrição Formato
000989600.pdf (1.852Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.