Repositório Digital

A- A A+

Capacidades de inovação de empresas do segmento microeletônico brasileiro

.

Capacidades de inovação de empresas do segmento microeletônico brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Capacidades de inovação de empresas do segmento microeletônico brasileiro
Autor Camboim, Guilherme Freitas
Orientador Zawislak, Paulo Antonio
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Capacidade de inovação
[en] Brazilian microelectronics segment
[en] Innovation capabilities
[en] Microelectronics
[en] Niche markets
[en] Semiconductors
[en] Technological complexity
Resumo A microeletrônica possui papel fundamental na vida moderna, pois possibilitou, nas últimas décadas, o crescimento vertiginoso da capacidade de processamento, armazenamento e miniaturização dos chips que estão embarcados em diversos produtos dos mais variados setores permitindo o aumento de funcionalidades, logo maior valor agregado. Vale ressaltar que para cada tipo chip para determinada aplicação, o nível de complexidade tecnológica envolvido nos processos de desenvolvimento e fabricação é diferente, o que se reflete na complexidade das etapas de cadeia de semicondutores. Dada a importância da microeletrônica na era digital, o Brasil vem articulando uma série de ações e incentivos para o desenvolvimento da indústria local de semicondutores visando aumentar a capacidade produtiva e as capacidades de inovação das empresas para competirem no mercado global. Desse modo, o trabalho buscou identificar e analisar as capacidades de inovação de empresas do segmento microeletrônico brasileiro, para entender e retratar o potencial deste segmento no cenário global. A pesquisa foi dividida em duas etapas; a primeira, descritiva, que consistiu na análise documental de dados secundários e a segunda etapa de caráter exploratório foi realizada por meio de entrevistas com 4 empresas localizadas no estado do Rio Grande do Sul, que representam cada etapa da cadeia de valor. Os resultados indicam que devido ao gap tecnológico, pela baixa capacidade de investimento e pela pequena capacidade produtiva, o Brasil ainda engatinha em um segmento bastante complexo e extremamente dinâmico. No entanto, a internalização da indústria de semicondutores pode-se alavancar oportunidades em nichos de mercados pouco explorados no mercado interno e que permitem a materialização de soluções com alto valor agregado que se utilizem destes chips, como, por exemplo, a “internet das coisas”.
Abstract The microelectronics has a key role in modern life, because enabled a spectacular growth of processing power, storage and miniaturization of chips that are embedded in many products from several sectors and this enable the increment of new features, consequently more added value. It is important to highlight that for each type of chip for specific application, the level of technological complexity involved in developing and manufacturing process is different, which is reflected in the steps complexity of the semiconductors chain. Considering the importance of microelectronics in the digital era, the Brazil has been articulating a series of actions and politics for the development of the local semiconductors industry to increase the production capacity and the innovation capabilities of firms to compete in the global market. Thus, this study sought to identify and analyze the innovation capabilities from Brazilian semiconductors firms to understand and describe the potential of this segment in the global scenario. The study was divided into two stages; the first was descriptive, which consisted of the documentary analysis of secondary data and the second stage was exploratory that was realized through interviews with four companies located in the state of Rio Grande do Sul, representing each value chain stage. The results indicates that due low technological capability, the low investment capacity and the low productive capacity, the Brazil still need to develop their capabilities in a very complex and dynamic sector. However, the internalization of a semiconductors industry can leverage many opportunities in niche markets undeveloped that users companies could utilize chips to add value for their final products, for example, the “Internet of Things”.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/140287
Arquivos Descrição Formato
000989874.pdf (1.078Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.