Repositório Digital

A- A A+

Revoluções coloridas na Sérvia, Geórgia, Azerbaijão e Bielorrússia (2000-2006) : promoção à democracia ou mudança de regime?

.

Revoluções coloridas na Sérvia, Geórgia, Azerbaijão e Bielorrússia (2000-2006) : promoção à democracia ou mudança de regime?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Revoluções coloridas na Sérvia, Geórgia, Azerbaijão e Bielorrússia (2000-2006) : promoção à democracia ou mudança de regime?
Autor Scherer, Caroline
Orientador Arturi, Carlos Schmidt
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Relações internacionais
[en] Azerbaijan
[en] Belarus
[en] Color revolutions
[en] Democracy promotion
[en] Georgia
[en] Serbia
[en] USAID
Resumo Este trabalho investiga a relação entre os programas de promoção à democracia dos EUA e da União Europeia e as tentativas de Revolução Colorida na Sérvia (2000), Geórgia (2003), Azerbaijão (2005) e Bielorrúsia (2006). Debate a inserção dos programas de promoção à democracia dos EUA e da União Europeia nesses países, apresentando elementos sobre seu modo de atuação e a relação deste com o desfecho das crises políticas nos países selecionados. Revolução Colorida é um termo usado para descrever o fenômeno específico de protestos eleitorais que, quando bem sucedidos, culminaram em mudança de regime. Nos anos anteriores e durante as Revoluções Coloridas bem sucedidas, os investimentos dos EUA e dos aliados europeus em mídia, ONGs, auxílio partidário, treinamento de jornalistas e militantes somou milhares de dólares, sob a justificativa de promoção à democracia. Os atores financiados pelo Ocidente desempenharam papel crucial para a mudança de regime na Sérvia e na Geórgia, cuja atuação constitui um modelo passível de difusão (Road map). O modelo analisado, se aplicado, mostrou-se bem sucedido em provocar mudança de regime, embora seja aplicado sob a fachada de promoção à democracia.
Abstract This work is a research about the relation between the U.S. and E.U. democracy promotion programs and the Color Revolutions that took place in Serbia (2000), Georgia (2003), Azerbaijan (2005) and Belarus (2006). It debates the democracy promotion programs insertion in these countries, presenting elements about its way of acting and its relation with the outcomes of the political crises in the selected countries. Color Revolution is a term used to describe the specific phenomena of electoral protest that, when successful, outburst regime change. In the preceding years of the successful Color Revolutions, the U.S. and E.U. support on local media, NGOs, party aid, journalists and activists training was accounted in millions of dollars. This investment was justified as democracy promotion. The actors funded by West played a significant role for regime change in Serbia and Georgia, whose way of acting constitutes a model that can be diffused (Road map). The model here analyzed, if applied, have the outcome of regime change, even though its promoters alleged democracy promotion aid.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/140511
Arquivos Descrição Formato
000988507.pdf (849.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.