Repositório Digital

A- A A+

A economia moral na atenção a gestantes que usam crack : uma análise das práticas cotidianas de cuidado

.

A economia moral na atenção a gestantes que usam crack : uma análise das práticas cotidianas de cuidado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A economia moral na atenção a gestantes que usam crack : uma análise das práticas cotidianas de cuidado
Autor Macedo, Fernanda dos Santos de
Orientador Machado, Paula Sandrine
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Atenção à saúde
Crack (Droga)
Gestantes
Uso de drogas : Aspectos sociais
[en] Gender
[en] Moral economy
[en] Pregnancy
[en] Social psychology
Resumo O uso de crack por mulheres, principalmente durante a gestação, é considerado um problema de saúde pública no Brasil. Diante dessa conjuntura, interessounos compreender como as práticas de saúde direcionadas às gestantes que usam crack são atravessadas por princípios e escolhas produzidos culturalmente. Sendo assim, o objetivo geral desta pesquisa é analisar como a economia moral opera nas cenas de cuidado em relação à atenção a gestantes que fazem uso de crack. Utilizamos como operador conceitual central a noção de economia moral, do modo como foi desenvolvida por Didier Fassin. Esse conceito auxilia na compreensão dos valores e lógicas de legitimidade acionadas na relação de profissionais da saúde com as gestantes, que conformam os tratamentos direcionados às vidas. Tratase de uma pesquisa etnográfica desenvolvida em dois serviços de saúde no Estado do Rio Grande do Sul, que se propõem a atender gestantes que usam crack: um Consultório na Rua e uma Unidade de Internação Psiquiátrica em um Hospital Materno Infantil. O corpus analítico configurase a partir de observaçõesparticipantes no cotidiano dos serviços, relatos em diário de campo, análise de prontuários e de entrevistas com profissionais. Assim, percebemos que a economia moral opera, neste campo, sustentada, principalmente, nas concepções dos/as profissionais sobre maternidade e sobre drogas, construídas na interação entre as lógicas de modelos de atenção, valores compartilhados pelas equipes de saúde, formação profissional e experiências pessoais. A legitimidade conferida às vidas conforma práticas nos serviços direcionadas às gestantes, como as propostas terapêuticas, as escolhas reprodutivas, a avaliação das condições de maternidade e o maior ou menor investimento na relação da mulher com seu/sua filho/a.
Abstract The use of crack cocaine by women, especially pregnant women, is considered a public health issue in Brazil. Facing this conjuncture made us interested in understanding how health practices directed toward crack users who are pregnant are crossed with principles and choices that are culturally produced. This way, the main goal of this research is to analyze how the moral economy operates in relation to caretaking of pregnant women who use crack. As the central conceptual operator the notion of moral economy was used, as it was developed by Didier Fassin. This concept helps to understand the values and the logic of legitimacy triggered in the relationships of health professionals with the pregnant women who conform to the treatments directed towards life. This research dealt with an ethnographic research developed in two health service providers from the state of Rio Grande do Sul which propose to take in pregnant women who are crack users: one Clinic in the Street, and another psychiatric unit for hospitalization in a MaternalInfant Hospital. The analytical corpus was formed from participant observations of the daily services, accounts of field journals, analysis of health records and interviews with the professionals. With this, it was perceived that the moral economy operates in this field, supported especially in the conceptions of the professionals about maternity and drugs, built up on the interaction between the logic of the models caretaking, values shared by the health staff, professional background, and personal experiences. The legitimacy conferred to life is in conformity with the practices delivered in the services directed towards the pregnant women, such as the therapeutic proposals, reproductive choices, the evaluation of the conditions of maternity, and the more or less investment in the relationship of the women with her child.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/140947
Arquivos Descrição Formato
000991195.pdf (1.163Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.