Repositório Digital

A- A A+

Fatores de resistência a aceitação do cartão VISA em estabelecimentos comerciais da cidade de Casca - RS

.

Fatores de resistência a aceitação do cartão VISA em estabelecimentos comerciais da cidade de Casca - RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores de resistência a aceitação do cartão VISA em estabelecimentos comerciais da cidade de Casca - RS
Autor Finatto, Lauro Antônio
Orientador Nique, Walter Meucci
Data 2007
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de especialização a distância: Gestão de negócios financeiros - Banco do Brasil.
Assunto Atendimento ao cliente
Banco do Brasil.
Cartão de crédito
Comportamento do consumidor
Marketing de serviços
Resumo O trabalho realizado estuda o mercado de cartão de crédito, um dos que mais se expandiu e obteve lucros no Brasil nos últimos 10 anos, e ainda apresenta um grande mercado potencial considerando o número de habitantes do país e o número dos possuidores de cartão de crédito. O objetivo é entender a realidade deste mercado na cidade de Casca/RS, identificando motivos pelos quais os estabelecimentos comerciais da cidade resistem ao credenciamento a VISA, bem como identificar os fatores que facilitariam o credenciamento dos estabelecimentos comerciais que não possuem credenciamento a VISA, suas alternativas de recebimento das vendas realizadas e o nível de conhecimento dos administradores dos estabelecimentos sobre as vantagens e benefícios oferecidos pela VISA. Para esse fim foram realizadas entrevistas em profundidade com funcionários do banco e gerentes de diversos estabelecimentos comerciais, sendo que a partir das informações obtidas chegou-se à conclusão que um dos principais motivos de resistência ao credenciamento a VISA é a insuficiência de informações sobre essa alternativa de recebimento e as vantagens na sua adoção. Isto se deve principalmente ao distanciamento existente entre os estabelecimentos comerciais e as agências bancárias, privando ambos do compartilhamento de soluções em serviços que poderiam agregar um diferencial a mais no atendimento, ampliando as possibilidades de conquista de um mercado maior por estes estabelecimentos e conseqüentemente aumentando suas vendas de produtos. O pouco esclarecimento de informações sobre essa sistemática conjugada à pouca cultura ainda existente ao uso do cartão pelos consumidores levam os administradores a preservarem os métodos mais antigos, evitando qualquer inovação nas formas de administrarem e realizarem os controles de suas transações comerciais. Este estudo mostra que é possível crescer mais inovando em alternativas atuais, mesmo estando inseridos num mercado pequeno, mas que junto à mudança do comportamento dos consumidores os administradores destes estabelecimentos deverão investir na formação, profissionalização e modernização do atendimento, incluindo novas ferramentas de controles de suas vendas, caso contrário tenderão a se reduzir cada vez mais em vista do aumento da quantidade de consumidores com maior grau de exigência.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/14100
Arquivos Descrição Formato
000649846.pdf (294.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.