Repositório Digital

A- A A+

Limiares auditivos, auto-avaliação da audição e aquisição de aasis por adultos e idosos

.

Limiares auditivos, auto-avaliação da audição e aquisição de aasis por adultos e idosos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Limiares auditivos, auto-avaliação da audição e aquisição de aasis por adultos e idosos
Autor Mesquita, Josiane Cunha de
Orientador Teixeira, Adriane Ribeiro
Data 2016
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Audiologia.
Assunto Auxiliares de audição
Idoso
Perda auditiva
[en] Aged
[en] Hearing aids
[en] Self-assessment
Resumo INTRODUÇÃO: a perda auditiva pode influenciar negativamente de várias maneiras a rotina do indivíduo, por exemplo: redução da interação social por não entender os diálogos. A adaptação precoce com o AASI (aparelho de amplificação sonora individual) ajuda a amenizar esta influência de maneira que o paciente possa manter suas atividades diárias normalmente. Porém, para que a adaptação seja bem sucedida é necessária colaboração e conscientização do paciente. OBJETIVO: analisar se a auto-avaliação da audição e os limiares auditivos são fatores preditores de aquisição de AASIs. MÉTODOS: estudo quantitativo, transversal, descritivo e observacional. AMOSTRA: sujeitos que procuraram um centro auditivo privado para seleção de prótese auditiva. Durante anamnese, o paciente respondeu dois questionamentos: “Em uma escala de 1 a 10, sendo 1 a pior e 10 a melhor, como vocês avaliaria sua capacidade de ouvir?”; “Como você avalia que sua perda auditiva interfere em sua vida diária – 1 significa nada e 10 significa extremamente.”. Na sequência, os indivíduos realizaram audiometria, seleção de prótese auditiva, experiência domiciliar e optaram pela aquisição ou não do dispositivo. RESULTADOS: Fizeram parte da amostra 79 sujeitos de ambos os sexos, havendo prevalência de homens. A média de idade foi 69,4±12,9 anos. Quanto à autoavaliação da audição, a média foi de 5,2±1,8. Verificou-se que 73,4% adquiriram AASI. Não houve associação entre a pontuação na autoavaliação e a aquisição de prótese auditiva Porém, foi observada associação significativa na comparação entre média dos limiares da OD (orelha direita) e aquisição do AASI (p=0,039). CONCLUSÃO: Há indícios de que baixos escores na autoavaliação levam a aquisição de prótese auditiva, mas, na amostra estudada, não foi comprovada associação.
Abstract INTRODUCTION: hearing loss can negatively influence in various ways the individual routine, eg reduction of social interaction for not understanding the dialogues. Early adaptation with the hearing aids helps alleviate this influence, so the patient could maintain their daily activities normally. However, for that adaptation is successful is necessary collaboration and awareness of the patient. AIM: To analyze if self-assessment of hearing and hearing thresholds are predictors of acquiring hearing aids. METHODS: cross-sectional, descriptive and observational study. SAMPLE: individuals who went to a private hearing center to check hearing aids. During anamnesis, the patient answered two questions: "On a scale of 1 to 10, with 1 being the worst and 10 the best, how do you rate your ability to hear?"; "How do you evaluate your hearing loss interferes with your daily life - 1 means nothing and 10 means extremely." Subsequently, the subjects performed audiometry, hearing aid selection, home trials and opted for the acquisition device or not. RESULTS: The sample included 79 individuals of both gender, with prevalence of men. The mean age was 69.4 ± 12.9 years. As for the self-assessment hearing, the average was 5.2 ± 1.8. It was found that 73.4% acquired the hearing aid. There was no association between scores in self-assessment and the purchase of hearing aids, however, there was significant association when comparing average of the right ear thresholds and the purchase of hearing aids (p = 0.039). CONCLUSION: There is evidence that low scores on self-evaluation lead to acquiring hearing aids, but, in our sample, has not been proven association.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/141007
Arquivos Descrição Formato
000991287.pdf (634.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.