Repositório Digital

A- A A+

Ou caminha com Deus, ou dança com o diabo : igrejas neopentecostais e governo da juventude pobre

.

Ou caminha com Deus, ou dança com o diabo : igrejas neopentecostais e governo da juventude pobre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ou caminha com Deus, ou dança com o diabo : igrejas neopentecostais e governo da juventude pobre
Autor Kreher, Rodrigo
Orientador Guareschi, Neuza Maria de Fátima
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Estado
Governamentalidade
Igreja pentecostal
Jovens
Pobreza
Política
Práticas religiosas
[en] Governmentality
[en] Neo-pentecostal churches
[en] Poor youth
[en] Public policy
[en] State
Resumo Esta dissertação de mestrado tem por objetivo problematizar como práticas religiosas das Igrejas Evangélicas Neopentecostais emergem no cotidiano como modos de governo da população juvenil empobrecida. Para tanto, parto do conceito de governamentalidade, elaborado por Michel Foucault a partir de seu curso “Segurança, Território e População” ministrado no Collège de France em 1978, o qual se refere à atualização e apropriação enquanto uma racionalidade de Estado na modernidade de técnicas arcaicas desenvolvidas e empregadas pela Igreja ocidental cristã ao longo da Idade Média como estratégia de condução da vida individual e coletiva. Com isso, governo passa a ser entendido como aquele conjunto de práticas postas em circulação quando da relação entre sujeitos entre si e instituições, que tem por objetivo conduzir e orientar sem cessar, para fins mais ou menos definidos, desejados e previsíveis, o modo pelo qual pessoas e instituições conduzem e tem suas vidas conduzidas. No primeiro capítulo busco dar visibilidade a alguns momentos das relações e tensões exercidas entre a Igreja e o Estado que ao longo do percurso histórico brasileiro têm contribuído para a produção de uma racionalidade de cuidado, proteção e governo em torno da população infanto-juvenil empobrecida. Esses momentos emergem na escrita a partir do exercício de rastreá-los quando ainda designavam um jogo de forças dentro de um campo problemático que através de discursos e mecanismos políticos e científicos articularam a instauração de determinados modos de conceber política e culturalmente esta problemática. No segundo capítulo busco suscitar algumas problematizações sobre como as Igrejas Neopentecostais, através de seus mecanismos e equipamentos de evangelização e integração da juventude, têm articulado e exercido práticas de cuidado, proteção, controle e investimento de jovens que participam de suas instituições e programas. Para isso, parto de alguns episódios das histórias de vida de quatro jovens que possuem em suas trajetórias a experiência de terem frequentado essas igrejas e seus projetos ofertados à juventude, para interrogar e discutir de que maneira e em que medida o discurso proferido pelas Igrejas Neopentecotais tem sido posto em circulação e participado como um elemento que compõe o modo como estes jovens conduzem suas vidas.
Abstract This dissertation aims to discuss how religious practices of neo-Pentecostal Evangelical Churches emerge in daily life as modes of government of the impoverished youth. For this, I begin with the concept of governmentality elaborated by Michel Foucault from its course "Security, Territory and Population" taught at the College de France in 1978, which refers to updating and ownership while a state of rationality in modern techniques archaic developed and employed by the Western Christian Church throughout the Middle Ages as driving strategy of individual and collective life. Thus, government becomes understood as that set of practices put into circulation when the relationship between each subject with other and institutions that aims to lead and guide incessantly, for purposes more or less defined, desired and predictable, the way in which people and institutions conduct and have conducted their lives. In the first chapter I seek to give visibility to a few moments of relations and tensions exerted between the Church and the State along the Brazilian historical background have contributed to the production of a caring rationality, protection and government around the child population impoverished. These moments emerge in writing from the exercise of track them while still designated a power play in a problematic field in speeches and political and scientific mechanisms articulated the establishment of certain ways of thinking politically and culturally this problem. The second chapter seek to raise some problematizations about how neo-Pentecostal churches, through its mechanisms and equipment evangelization and youth integration, have articulated and exercised care practices, protection, control and investment of youth who participate in its institutions and programs. For this, delivery of some episodes of the life stories of four young men who have on their trajectories the experience of having attended these churches and their projects offered to the youth, to question and discuss how and to what extent the speech given by the churches Neo-pentecotals It has been issued and participated as an element that makes up the way these young people lead their lives.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/141027
Arquivos Descrição Formato
000991514.pdf (954.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.