Repositório Digital

A- A A+

Análise dos problemas do cadastro de bens patrimoniais do cliente produtor rural do Banco do Brasil, visando melhorias na concessão de crédito

.

Análise dos problemas do cadastro de bens patrimoniais do cliente produtor rural do Banco do Brasil, visando melhorias na concessão de crédito

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise dos problemas do cadastro de bens patrimoniais do cliente produtor rural do Banco do Brasil, visando melhorias na concessão de crédito
Autor Cardonetti, Mara Lúcia Costabeber
Orientador Nascimento, Luis Felipe Machado do
Data 2007
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de especialização a distância: Gestão de negócios financeiros - Banco do Brasil.
Assunto Banco do Brasil.
Cliente : Atendimento
Gestao tecnologica
Produtor rural
Resumo Este trabalho analisa as dificuldades encontradas no cadastramento do patrimônio dos clientes produtores rurais do Banco do Brasil, do porte “Demais”, e as implicações deste cadastramento no cálculo de seu Limite de Crédito e conseqüentemente nas suas relações negociais com o Banco. Os bens patrimoniais do cliente produtor rural influenciam diretamente no cálculo do Limite de Crédito, mas sistematicamente são encontradas inconsistências pelos funcionários do Centro de Suporte Operacional Crédito (CSO), responsáveis pelo cadastramento ou atualização dos mesmos. O Banco do Brasil tem a preocupação de cadastrar corretamente os bens, mas diversos fatores interferem no processo. O BB utiliza-se da estrutura das empresas de Assistência Técnica para elaborar a relação de bens, chamada de Planeja C3. Entretanto, o processo inicia-se bem antes, dentro da agência, no relacionamento mantido entre o cliente e os funcionários das suas agências de relacionamento, especificamente, os Gerentes de Contas Pessoa Física. Constatou-se que muitas vezes este relacionamento acontece de maneira ineficaz, e o cliente não conhece ou não se preocupa com as conseqüências de um cadastro incorreto ou incompleto. Somente quando o Planeja C3 é enviado ao CSO, é que as inconsistências são detectadas, mas na grande maioria não são corrigidas pelos funcionários das agências. Desta forma, ano após ano, muitos cadastros continuam não representando com fidelidade a situação patrimonial do cliente e conseqüentemente interferindo no cálculo do Limite de Crédito e nos negócios entre o produtor rural e o Banco do Brasil. Conclui-se pela necessidade de um melhor treinamento e acompanhamento do trabalho das empresas de Assistência Técnica por ocasião da elaboração do Planeja C3 e por um melhor relacionamento entre a agência e o cliente, com o objetivo de esclarecer e orientar o mesmo sobre a necessidade de preocupar-se em prestar as informações necessárias, de forma completa e correta.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/14115
Arquivos Descrição Formato
000649866.pdf (203.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.